Obras no Sol Nascente seguem dentro do cronograma estabelecido, afirma GDF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Criado em 2008, o Setor Habitacional Sol Nascente sofre com problemas relacionados à ocupação desordenada, como erosões, poeira, lama e vias muitas vezes intrafegáveis. Com o intuito de garantir maior dignidade e qualidade de vida aos mais de 100 mil moradores da região, o Governo do Distrito Federal segue firme nas obras de urbanização, que incluem drenagem pluvial, pavimentação asfáltica, execução de calçadas e implantação de meios-fios. No total, estão sendo investidos R$ 220,3 milhões. Os recursos são originários da Caixa Econômica Federal (75%), com contrapartida do GDF (25%). As informações foram divulgadas hoje (31) pelo GDF.

A cidade foi dividida em três lotes. No Trecho 1 do Sol Nascente, já foram concluídos 100% da drenagem e 95% da pavimentação. Estão sendo investidos R$ 58,8 milhões na execução de 25,2 km de redes de drenagem, três lagoas de detenção e seis lançamentos diretos; 304.900 m² de vias, equivalentes a 44 km de vias de 7 metros de largura (243 ruas pavimentadas); 64 km de meios-fios e 1.150 metros de calçadas em uma área de 240 hectares.

No Trecho 2, os serviços compreendem a execução de 30,3 km de redes de drenagem e a construção de três lagoas de retenção, além da pavimentação de 70 km de vias de 7 metros de largura. Já foram executados 95% dos serviços de drenagem e 60% de pavimentação. Muitas ruas estão recebendo blocos intertravados e meios-fios. É o caso das RHs 50, 50A, 50B e 50C.

“Em breve, todas essas ruas serão entregues à população. Isso representa menos poeira, menos transtornos e mais qualidade de vida para moradores e comerciantes da região”, ressalta o secretário de Obras, Izidio Santos. Nesse trecho, estão sendo investidos R$ 95,5 milhões.

LEIA TAMBÉM -   Feira na Ceilândia oferece intercâmbio com desconto para jovens

No terceiro e o último lote, até o momento, foram executados 66% das obras de drenagem e 30% das de pavimentação, e as obras continuam a todo vapor. Na RH 37, as máquinas estão fazendo o corte do arruamento para execução da terraplanagem. Já a escavação das lagoas 1 e 2 se encontra em ritmo acelerado. No Trecho 3, estão sendo investidos R$ 66 milhões para a execução de 21,3 km de redes de drenagem, com três lagoas de retenção, pavimentação de 56 km de vias de 7 metros de largura, além de meios-fios e calçadas.

Agência Brasília

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: