PMs presos são acusados de integrarem milícia de grilagem de terras em Ceilândia, diz jornal

Investigação aponta sete policiais militares de integrarem organização criminosa responsável por loteamento do solo, extorsão e homicídio no Sol Nascente, em Ceilândia. Também há suspeita do envolvimento deles em tráfico de drogas e venda de armas

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Pagos para proteger a população, sete policiais militares foram denunciados e presos por integrar uma quadrilha de grileiros com atuação na região do Sol Nascente, em Ceilândia. Segundo as investigações, os milicianos invadiam terrenos, ameaçavam moradores e cobravam pela segurança de imóveis, informa o Correio Braziliense

A Operação Horus foi deflagrada nesta quarta-feira (29/5) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), em parceria com a Coordenação Especial de Repressão à Corrupção, ao Crime Organizado e aos Crimes contra a Administração Pública e contra a Ordem Tributária da Polícia Civil e com a Corregedoria da PM. No total, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão. Matéria completa do Correio Braziliense aqui.

LEIA TAMBÉM -   Anvisa fará consultas públicas sobre regulamentar a Cannabis medicinal

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: