Sem Fies, estudantes recorrem a bolsa de estudo e dão início à graduação

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Os candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento
Estudantil (Fies 2018)
foram conhecidos nesta segunda-feira, 30 de julho, e preencherão uma das mais
de 155 mil vagas disponibilizadas para o segundo semestre. Apesar de a
inscrição na lista de espera ser feita automaticamente, apenas a partir do dia
6 de agosto será iniciada a convocação dos pré-selecionados para a etapa de
complementação de informações.

Para não atrasar o início da das aulas, estudantes recorrem
à bolsa de estudo,
que funciona a partir da concessão de descontos nas mensalidades do curso.
Existem programas educacionais, a exemplo do Educa Mais Brasil,
que chegam a reduzir o valor mensal em até 70%. “Eu acho bom [o percentual] e é
acessível para muita gente. Eu consegui bolsa de estudo de 50% pelo programa
enquanto a maioria das faculdades concedem apenas 30% ou 40% de desconto”,
ressalta Deisiane Carolino Alves, de 26 anos.

Financiamento x
Bolsa de estudo

Enquanto a bolsa de estudo opera por meio de descontos, o
financiamento é uma espécie de empréstimo – no caso do Fies, é concedido pelo
Governo Federal, a juros zero; e, no caso do P-Fies, é efetuado por meio de
bancos privados, com incidência de juros variáveis de acordo com a instituição
financeira.

A diferença entre ambos foi o suficiente para a estudante
Vitória Raísa Costa, de 20 anos, optar pelas bolsas de estudo para iniciar a
sua graduação em Ciências
Contábeis
. “Conhecia o Fies, mas eu não quis porque é financiamento
e depois eu teria que pagar tudo. Eu acho o Educa mais vantagem porque pago
tudo durante o curso e depois não é preciso arcar com nada”, complementa.

O processo de quitação da dívida acumulada com o
financiamento terá início a partir do primeiro mês após o término da graduação,
com desconto
automático no salário
do recém-graduado, conforme o regulamento do
Novo Fies. De acordo com o Ministério da Educação, nestes casos “a parcela
devida será descontada na fonte e no limite dos percentuais previstos em
portaria”.

Fies: próximas etapas

Segue até 05 de agosto o período de complementação da
inscrição para os candidatos pré-selecionados na chamada única da modalidade
Fies. Os convocados na lista de espera Fies 2018 deverão complementar as
informações entre 06 de agosto e 09 de setembro, “no prazo de 5 (cinco) dias,
contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção”,
o MEC.

O resultado P-Fies
está previsto para o dia 06 de agosto, anunciado em chamada única. Não há lista
de espera para esta modalidade. A orientação é que os convocados compareçam à Comissão
Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA)
da Instituição de Ensino em que foi aprovado para a validação das informações referentes
à inscrição.

Tunísia Cores – Ascom Educa Mais
Brasil

*Esse artigo é um publieditorial

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: