EPTG: circulação de ônibus com portas dos dois lados começa na segunda-feira, 13

EPTG: circulação de ônibus com portas dos dois lados começa na segunda-feira, 13

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A partir de segunda-feira (13), os usuários das linhas de ônibus que passam pela EPTG contarão com uma novidade, que atende a uma demanda da população de mais de 10 anos. Os tão esperados ônibus com portas dos dois lados começam a circular no corredor exclusivo todos os dias da semana e durante todo o dia. Os passageiros continuarão embarcando nos abrigos do canteiro central, mas devem observar o lado em que os ônibus irão passar.

A medida está sendo aguardada com expectativa pelos usuários do transporte coletivo. “Até que fim tiraram o projeto do papel”, comemora a operadora de caixa Jovelina Paiva. Ela conta que pega ônibus todos os dias na EPTG e percebe que “o passageiro do DF precisa de mais conforto, segurança e rapidez”.

“É muito perigoso o passageiro descer pelas portas viradas para a rua”, destaca o auxiliar administrativo Roberto Nogueira, que mora em Brazlândia e trabalha no SIA.  “Com a faixa exclusiva para ônibus com portas nos dois lados teremos mais segurança e rapidez na viagem”, acrescenta Ana Paula Paiva, auxiliar de serviços gerais que mora no Recanto das Emas.

A novidade está sendo comemorada também pelos motoristas dos ônibus. Antônio Menezes dos Santos é motorista de transporte público há 33 anos. Ele conta que nesse período da faixa invertida – desde 18 de março de 2019 – observou grande melhoria na EPTG. Para ele, as viagens ficarão ainda mais rápidas.

“Com essa inovação agora – ônibus com portas dos dois lados – com certeza vai ficar muito melhor. O nosso passageiro terá que esperar menos nas paradas e a viagem será mais rápida. Com a facilidade do embarque, a gente consegue melhorar o serviço”, afirmou.

42 linhas para o Plano Piloto

Ao todo, 160 ônibus com portas dos dois lados vão circular no corredor exclusivo. As empresas que farão a operação com os novos coletivos são: Urbi com 46 ônibus, Marechal com 39 e São José com 75 veículos. Além disso, 42 linhas passarão pela via, sendo 21 com destino à Rodoviária do Plano Piloto, 15 para a W3 Sul e 6 farão o trajeto para a W3 Norte. No local, também circularão 11 linhas semiexpressas com veículos com porta apenas do lado direito, uma vez que estes ônibus não desembarcam passageiros ao longo da via.

LEIA TAMBÉM -   UTI do Hospital Regional de Ceilândia passa por reformas e terá mais leitos

Além dos ônibus, somente táxis, ambulâncias e viaturas podem trafegar na faixa exclusiva.

Atualmente, cerca de 65 mil passageiros circulam pela EPTG em linhas com destino à Rodoviária do Plano Piloto e W3 Sul e Norte. Desse montante, aproximadamente 56 mil usuários, o equivalente a 86,4% da demanda, serão beneficiados com as linhas que vão operar com portas dos dois lados. Já as linhas semiexpressas transportam cerca de 9 mil passageiros, o equivalente a 13,6%.

Fim da faixa reversa

Com a chegada dos ônibus com portas dos dois lados, a Semob vai encerrar a operação da faixa reversa na EPTG, adotada em 18 de março de 2019. A operação consistiu em permitir o trânsito dos coletivos na primeira faixa da via inversa, nos horários de pico entre 6h e 9h (sentido Taguatinga-Plano Piloto) e das 17h30 às 19h45 (sentido Plano Piloto-Taguatinga) nos dias úteis.

A Faixa reversa possibilitou que os ônibus transitassem com as portas voltadas para as paradas do canteiro central, o que tornou mais ágeis o embarque e o desembarque dos passageiros. A medida, adotada provisoriamente até a chegada dos ônibus com portas também do lado esquerdo, alcançou o objetivo de diminuir em até 30 minutos o tempo de viagem no transporte coletivo. No horário de pico, enquanto os ônibus utilizavam a faixa reversa, todos os carros passaram a utilizaram a faixa exclusiva no sentido do fluxo. Com isso, a operação possibilitou aumentar em 20% a fluidez do trânsito.

Acabou a espera

A nova operação na EPTG, com ônibus que permitem o embarque pelo lado esquerdo, põe fim a uma longa espera por parte dos usuários do transporte público coletivo.

A Estrada Parque Taguatinga passou por obras de ampliação que foram concluídas em setembro de 2010. Foram construídas duas vias auxiliares (marginais), com duas faixas cada, além de uma faixa a mais em cada sentido da pista principal, totalizando 8 faixas.

LEIA TAMBÉM -   Covid-19: Estudo da Codeplan faz projeção de 659 óbitos até 23 de junho, diz jornal

Já o corredor exclusivo para ônibus começou a funcionar somente em 31 de janeiro de 2012, mas para uso apenas das linhas semiexpressas. Os passageiros dessas linhas só podiam embarcar e desembarcar nas cidades de origem e não na EPTG, já que os ônibus não paravam ao longo da via.

*Com informações da Semob

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: