Operação da Polícia Civil prende grupo que fraudava dados de servidores

Operação da Polícia Civil prende grupo que fraudava dados de servidores

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Polícia Civil do DF deflagrou, na manhã dessa terça-feira (24), a Operação Alicantina. A ação teve o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada em praticar crimes de invasão de dispositivo informático, falsidade ideológica, falsificação de documentos, uso de documento falso, receptação e estelionato.

Sete pessoas foram presas em cumprimento a mandados de prisões temporárias. Foram cumpridos também oito mandados de busca e apreensão no Recanto das Emas, em Vicente Pires, Ceilândia, Santa Maria, no Park Way e em Taguatinga.

Os alvos principais do grupo são servidores públicos que não têm restrições no CPF e recebem um bom salário. Foram cerca de 50 vítimas que trabalham em órgãos como TCU, AGU, TJDFT, Secretaria de Fazenda e PMDF. “O bando fabricava documentos em nomes das vítimas (RG, contraqueches, comprovantes de residência), obtinha CNHs materialmente verdadeiras, mas com conteúdo falso (fotografia do fraudador) e com os papéis adulterados”, explica o coordenador Wisllei Salomão.

O grupo invadia contas de e-mail e de outros sistemas informáticos, celebrava contrato de locação de imóvel, contratava planos de telefonia móvel, abria conta corrente em bancos e solicitava cartões de crédito, contraía empréstimos pessoais, além de realizar outras transações financeiras.

Os integrantes da organização criminosa têm extensa ficha criminal e alguns deles já foram presos pela Corf. As investigações sobre a atuação do bando foram iniciadas em janeiro de 2019. O prejuízo estimado ultrapassa R$ 1 milhão.

Com informações da PCDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: