Acusado de tentar matar uma mulher em Ceilândia é condenado a sete anos de prisão

Acusado de tentar matar uma mulher em Ceilândia é condenado a sete anos de prisão

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou, na última terça-feira, 3/3, o réu Guilherme Junio Amara da Silva à pena de sete anos de reclusão, em regime inicial fechado, por tentar matar uma mulher, em agosto de 2015, após discussão entre eles. Guilherme restou condenado por tentativa de homicídio qualificado pelo recurso que dificultou a defesa da vítima (art. 121, §2º, incisos I e IV, c/c art. 14, II, do Código Penal).

De acordo com os autos, em 1º de agosto de 2015, por volta de 5h, na saída de um bar de Ceilândia, Guilherme perseguiu a vítima e desferiu golpes de faca contra ela sob a alegação de que ela, no passado, não o havia deixado matar um rapaz desconhecido com quem ele estava brigando e que, por isso, a mataria.

Segundo o juiz presidente do Júri, a vítima foi gravemente atingida e sofreu vários ferimentos, sendo internada no hospital e submetida à laparotomia exploratória, dada a severidade da lesão.

O magistrado ainda ressaltou que o acusado possui maus antecedentes, uma vez que possui uma condenação criminal definitiva e outra ainda não transitada em julgado. 

Por fim, o juiz determinou que o réu não poderá recorrer da sentença em liberdade, devendo permanecer na prisão onde se encontra.

*Com informações do TJDFT

Veja mais:

LEIA TAMBÉM -   Curso de Marketing Digital online e gratuito é oferecido pelo SEBRAE

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: