Aprova+ oferece três mil vagas de curso preparatório para o Enem

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Programa da Sedes abre inscrições para estudantes de baixa renda, entre 16 e 29 anos, que sonham em entrar no ensino superior

A partir desta segunda-feira (22), jovens de baixa renda do Distrito Federal podem se inscrever para concorrer a uma das três mil vagas no Aprova+. Gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o programa abre inscrições para curso preparatório para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Os nossos jovens precisam estar preparados para, quando sair a data do Enem deste ano, terem condições de realizar uma boa prova. E esse programa vem, justamente, para garantir oportunidade aos nossos jovens e adultos que sonham em cursar uma faculdade e que, muitas vezes, não têm condições de pagar um cursinho preparatório”, afirma a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

As inscrições seguem até o dia 3 de julho e podem ser realizadas no site da Sedes. A seleção dos candidatos vai priorizar pessoas entre 16 e 29 anos, que estejam inscritas no Cadastro Único e com as menores rendas familiares. Após a definição dos candidatos, eles devem confirmar a matrícula. Em razão da pandemia do novo coronavírus, as aulas estão divididas em módulos on-line e presenciais, com início previsto para 13 de julho e encerramento em 1º de dezembro.

Os alunos ainda vão receber, gratuitamente, uniformes, cadernos, canetas e apostila. Quando os encontros forem presenciais, os lanches também serão fornecidos. Além das aulas nas duas modalidades, estão previstos simulados como forma de complementação preparatória.

Metodologia

Na primeira etapa, durante este período de distanciamento social, o estudante recebe link, senha e login para acesso direto ao conteúdo virtual. São mais de 2,5 mil videoaulas com professores qualificados. Os estudantes ainda vão ter tutoria para tirar dúvidas, simulados para acompanhamento do aprendizado, redações e exercícios.

Todo o conteúdo dessa primeira etapa será desenvolvido dentro de uma plataforma de ensino à distância (EAD), reconhecida pela Secretaria de Educação. O conteúdo fica disponível para consulta a qualquer momento, com link aberto 24 horas por dia, nos sete dias da semana, para que o aluno possa fazer o seu próprio planejamento de estudo, seguindo o seu ritmo, revendo o material quando necessário.

LEIA TAMBÉM -   Vacina contra a gripe está disponível para toda a população

O módulo presencial está previsto para iniciar a partir de setembro em unidades físicas no Plano Piloto, Taguatinga, Sobradinho e Santa Maria. Está programada uma carga horária de 200h/aulas, totalizando mais de 500h/aulas do curso completo. Mas essa previsão de data depende da manutenção do decreto de pandemia da Covid-19.

Ensino superior

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do ano passado, cerca de 5,1 milhões de pessoas se inscreveram para as provas do Enem em todo o país.

Já no Distrito Federal foram cerca de 95 mil candidatos disputando uma vaga no ensino superior em 2019. Desse total, dois dados chamam a atenção. Até a data da prova, 28,8% cursava a último ano do Ensino Médio e 58,7%, ou seja, aproximadamente 46 mil candidatos, já tinham concluído. Assim, mais da metade não estava na escola, pois havia se formado há, pelo menos, um ano, mas provavelmente não conseguira vaga em nenhuma faculdade nas tentativas anteriores.

“Sempre acreditei que a educação tem uma importante tarefa de orientar nossos jovens, de guiá-los e ajudá-los a transformar seus sonhos em realidade. Tenho certeza que com as aulas do Aprova+ vamos conseguir um excelente resultado”, destaca a secretária Mayara Noronha Rocha.

Enem 2020

De acordo com a Agência Brasil, a consulta sobre a nova data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 pode ser feita, desde esse sábado (20), na página do participante. Para colaborar, é preciso acessar esse espaço, com CPF e senha utilizados no cadastro do portal único do Governo Federal, o gov.br, e indicar o período em que prefere fazer as provas.

LEIA TAMBÉM -   Inep altera prazo para coleta do Censo Escolar 2020 em virtude da pandemia

São três opções disponíveis: Enem impresso: 6 e 13 de dezembro de 2020/Enem Digital: 10 e 17 de janeiro de 2021; Enem impresso: 10 e 17 de janeiro de 2021/Enem Digital: 24 e 31 de janeiro de 2021: e Enem impresso: 2 e 9 de maio de 2021/Enem Digital: 16 e 23 de maio de 2021.

A edição 2020 do Enem recebeu 6,1 milhões de inscrições e 5,7 milhões já estão confirmadas. As próximas etapas incluem a divulgação do resultado do recurso relacionado à solicitação de tratamento pelo nome social e a divulgação do resultado do recurso relacionado à solicitação de atendimento especializado do Enem impresso, ambas previstas para o dia 25.

Aprova+
Inscrições: 22 de junho a 3 de julho
Início das aulas: 13 de julho
Público prioritário: inscritos no Cadastro Único, de 16 a 29 anos
Vagas: 3 mil.

*Com informações da Sedes

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: