Atendimento presencial no Cras/Creas e restaurantes comunitários serão retomados em 4/1

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A partir de 4 de janeiro, as 71 unidades socioassistênciais do Distrito Federal retomam o atendimento presencial. Desde março, com a publicação da Portaria nº 27, esses equipamentos atuavam em metodologia alternativa devido à pandemia da Covid-19.

Os 21 Centros de Referência da Assistência Social (Cras), onde estão os serviços mais demandados, por exemplo, receberam os equipamentos de proteção e higiene, como álcool gel 70%, papéis toalha, termômetros para aferição de colaboradores e usuários e placas de acrílico, que foram instaladas nas mesas de atendimento.

Durante este ano, foram feitos cerca de 300 mil atendimentos referentes aos serviços socioassistênciais. “É importante voltar com o trabalho presencial, mas precisamos assegurar as condições ideais de saúde para a população e para os servidores”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

No entanto, o cidadão não deve ir diretamente à unidade. A partir dos próximos dias o Governo do Distrito Federal (GDF) vai implantar uma plataforma de agendamento. Esse procedimento vai ser feito via 156, opção 1; ou pelo www.sedes.df.gov.br. Após solicitar uma vaga, um servidor vai retornar a ligação com o local e data do atendimento, que, após uma parceria com a Secretaria de Justiça e Cidadania, pode ser até em um dos sete postos do Na Hora.

Além disso, a pasta reforça à população para, no dia estabelecido, comparecer com máscara facial e respeitando o distanciamento social.

Servidores incluídos no grupo de risco seguem em teletrabalho.

Restaurantes Comunitários

Os 14 Restaurantes Comunitários também voltam a servir as refeições dentro das unidades, porém a possibilidade de pegar as marmitas e levar para casa com quantidade ilimitada segue normalmente.

Vale voltar a enfatizar que todo serviço de atendimento ao público será realizado mantendo-se o distanciamento mínimo de dois metros, com a utilização de elementos de proteção ou barreiras, não sendo permitida aglomeração de pessoas.

LEIA TAMBÉM -   Cuidadores de idosos recebem apoio do Creas de Ceilândia

Demais serviços

Aqueles integrantes das equipes dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que não integram o grupo de risco, também retomam às atividades presenciais. A metodologia para acesso aos serviços desses equipamentos seguem os encaminhamentos dos Cras.

Os Centros Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop) obedecem o funcionamento de domingo a segunda, com o acesso controlado, a fim de evitar aglomeração.

Já os Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos devem ser realizados de forma remota, por meio de modalidades definidas em normas operacionais específicas.

As atividades do Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência e suas Famílias vão ser retomadas de forma gradual. Já o Serviço Especializado em Abordagem Social mantém o funcionamento regular, bem como os Serviços de Acolhimento Institucional e em Família Acolhedora.

*Com informações da Sedes

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: