BRB multiplica pontos de recarga do sistema de bilhetagem eletrônica

BRB multiplica pontos de recarga do sistema de bilhetagem eletrônica

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Desde ontem (2), 40 unidades do BRB Conveniência estão operando com a recarga dos cartões Brasília Cidadã, que fazem parte do Sistema de Bilhetagem Eletrônica. É o primeiro passo para que o Banco de Brasília assuma, de fato, a ferramenta, o que deve ocorrer no início de novembro.

Com a medida os usuários já começam a ter mais comodidade. Os novos 40 pontos do BRB somam-se às 33 unidades do DFTrans e do Metrô, que continuam a oferecer o serviço. Dessa forma o usuário passa a contar com 73 pontos espalhados pela cidade.

Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, a população vai começar, gradualmente, a perceber as mudanças no sistema. Ele adiantou que o BRB trabalha para disponibilizar outros 20 pontos de recarga.

“Nosso objetivo é que, já em setembro, o usuário tenha 73 pontos de recarga à disposição. Assumir o Sistema de Bilhetagem Eletrônica é mais uma ação da retomada e fortalecimento do BRB, visando a melhoria de vida da população”, afirmou.

A lista dos correspondentes bancários aptos para o serviço de recarga está disponível no site Bilhete Único e no endereço http://campanhas.brb.com.br/bilhetagem.

Ganhos para a população

De imediato, a população terá o ganho de capilaridade, com a inclusão de lojas da rede de correspondentes para a venda da recarga. Em seguida, planeja-se disponibilizar uma central de atendimento telefônico e um aplicativo mobile/web com funcionalidades de consulta de saldo/extrato, recarga, solicitações diversas e dúvidas.

A instituição também estuda implementar mecanismo de reconhecimento facial.

Eixos de atuação

O BRB possui três eixos de atuação. São eles: impactar positivamente os usuários, por meio do aumento da capilaridade e do lançamento de novos canais de serviço; estabilizar o sistema; e reduzir as fraudes.

“Como empresa do sistema financeiro, o BRB tem a expertise na gestão de recursos, na implementação de meios de pagamento, e possui ampla rede de correspondentes para comercialização das recargas, além de padrões de controle e governança elevados”, observou o presidente do banco.

Com todas as ações previstas, além de melhorar todo o mecanismo do sistema o BRB estima uma redução em fraudes que permitirão uma economia na ordem de R$ 300 milhões, no período de cinco anos.

* Com informações do Banco de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: