Ceilandense Ketleyn vai à Europa para primeira competição desde o início da pandemia

Imagem divulgação

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Será a primeira competição da atleta desde o início da pandemia causada pelo coronavírus

Nesta segunda-feira (19), a ceilandense Ketleyn Quadros embarca para a Hungria. A judoca da seleção brasileira e da SOGIPA (RS) irá disputar o Grand Slam de Budapeste, válido pelo circuito mundial, no próximo sábado (24). Será a primeira competição da atleta desde o início da pandemia causada pelo coronavírus.
“Eu me sinto feliz pela convocação para o Grand Slam de Budapeste. Espero que as adaptações deem certo! É muito bom poder voltar, mesmo que seja aos poucos, respeitando o momento e tendo a chance de dar continuidade no processo de estar cada dia melhor”, disse.

O Grand Slam é uma das competições que contam pontos para Tóquio. Caso a Olimpíada começasse hoje, Ketleyn estaria classificada, pois é a brasileira melhor colocada no ranking mundial da categoria meio-médio (-63kg).

Aos 33 anos, Ketleyn é um dos grandes nomes da história do judô. Em 2008, em Pequim, ela se tornou a primeira mulher a conquistar uma medalha olímpica para o país em esportes individuais. Além disso, já representou o Brasil em sete Mundiais.

Powered by Rock Convert
LEIA TAMBÉM -   Peba latrocida roda na mão dos canas da 23ª DP

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: