Covid-19: força-tarefa vistoria vacinação no Hospital Regional de Ceilândia

UTI do Hospital de Ceilândia está preparada para receber pacientes com coronavírus

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

MP fiscaliza aplicação de vacinas após denúncias de que pessoas teriam “furado a fila” do grupo prioritário

Representantes da força-tarefa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) que acompanha as medidas de enfrentamento à pandemia vistoriaram, nesta quinta-feira, 28 de janeiro, o processo de vacinação contra a Covid-19 em profissionais de saúde do Hospital Regional de Ceilândia (HRC). O secretário- executivo da força-tarefa, promotor de Justiça Bernardo Matos, e a promotora de Justiça Lívia Rabelo, da Promotoria de Justiça Regionais de Defesa dos Direitos Difusos (Proreg), coordenaram a inspeção. Matos relatou que os profissionais da atenção primária, secundária e terciária tem recebido a aplicação da vacina separadamente. Já na entrada do HRC foi colocada uma lista com os nomes e cargos dos trabalhadores.

Durante a inspeção, os representantes do Ministério Público obtiveram informações sobre os protocolos da vacinação no local e verificaram a publicidade da lista de vacinação e o total de aplicações do imunizante.De acordo com o secretário- executivo da FT, a expectativa é de que as próximas fases da vacinação ocorram de forma adequada e que o próximo grupo prioritário, que contempla pessoas com mais de 75 anos, possa receber o imunizante em breve. O promotor ressalta que a população deve ser comunicada de maneira efetiva sobre quem deve vacinar e em quais locais. O objetivo é evitar confusões e aglomerações.

Nesta segunda-feira, 25 de janeiro, integrantes da força-tarefa estiveram também no Hospital Regional do Gama para verificar a aplicação de vacinas de prevenção à Covid-19 no local, que foi escolhido a partir de relatos de desrespeito às diretrizes definidas no Plano Distrital de Vacinação. Mais de 900 profissionais da área de saúde já foram vacinados no local. A previsão é que cerca de 1200 trabalhadores ainda sejam imunizados no hospital.

Veja mais:

LEIA TAMBÉM -   Ranking apresenta os livros cristãos mais vendidos de 2020

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: