Destinada emenda para reconstrução do CEM 10 de Ceilândia, fechada há três anos

Destinada emenda para reconstrução do CEM 10 de Ceilândia, fechada há três anos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

De acordo com Ibaneis Rocha, ao longo de 2019, mais de 400 escolas públicas no Distrito Federal foram reformadas, e outras unidades serão construídas devido ao alto nível de degradação das edificações, como é o caso do Centro de Ensino Médio 10, na cidade de Ceilândia. “Várias escolas como é o caso desse centro, não têm mais capacidade de ser simplesmente reformado. Colocar algumas escolas do DF que já não tem mais capacidade de reforma no chão”. As declarações ocorreram durante o Programa Gente Brasília, da Band News FM. As informações são do site Diário do Poder.

Segundo o Diário do Poder, o governador do DF destacou que a força-tarefa da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) está trabalhando para identificar quais escolas necessitam de reforma ou reconstrução, além da construção de novas unidades. “O caso de utilizar ou não essa emenda em particular, não quer dizer que as escolas não serão reformadas. Nós já estamos com um grande projeto, tanto de reformas como de construção de novas escolas. Na sexta-feira conseguimos R$ 36 milhões de emendas federais para reformar quatro escolas no Distrito Federal”.

O distrital Eduardo Pedrosa (PTC) pretende trabalhar em parceria com o GDF nas obras de construção e reformas dos centros educacionais, antes do início do próximo ano letivo. Na semana passada, Pedrosa destinou R$ 200 mil para reconstrução do Centro de Ensino Médio 10, na Ceilândia, e a imediata reabertura à comunidade.

Devido ao grau de deterioração, os 800 alunos foram remanejados para o Centro de Ensino Fundamental 29, localizado no Setor de Indústrias da cidade. Os pais reclamam da distância e do tempo que os alunos levam para chegar às aulas.

Pedrosa ainda pretende destinar R$ 21 milhões em emendas parlamentares para todas as escolas do Distrito Federal, até 2022. Neste primeiro ano foram R$ 3,5 milhões para 334 unidades escolares. Em 2020, o valor será de R$ 6 milhões. No ano seguinte, R$ 5,5 milhões e, em 2022, R$ 6 milhões. Com isso, 687 instituições serão atendias. As 14 regionais de Ensino também serão beneficiadas.  Os recursos poderão servir para reformas, manutenção, compra de material pedagógico, contratação de profissionais para reparos, além de outras necessidades que possam surgir.

*Com informações do Diário do Poder.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: