DF contrata órgão acusado de fraude para selecionar conselheiros tutelares

Processo de escolha dos conselheiros tutelares: faltam 100 dias para a votação
Imagem reprodução

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A secretária adjunta da Secretaria da Fazenda do GDF contratou o Cebraspe/UnB para realizar a seleção dos responsáveis pelos 40 conselhos tutelares Distrito Federal quadriênio 2020-2023, apesar do seu envolvimento em inúmeros casos de fraude e corrupção em diversos certames, informa o site de notícias Diário do Poder.

Segundo o site, entre os vários escândalos protagonizados pelo Cespe/Sebraspe está a Operação Panoptes, da Polícia Civil do DF, a cargo da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Deco), que em 2017 investigou fraude em concursos na Terracap, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Saúde.

Órgão da Universidade de Brasília que presta serviços de realização de concursos e promoção de eventos se envolveu em tantos escândalos de fraude e corrupção e que mudou de nome: antes usava a sigla Cespe e hoje se chama Cebraspe (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos).

O Cespe/Cebraspe teve pessoas presas, dezenas de demitidos e foi até impedida de atuar na aplicação de provas do Enem.

Segundo ainda o site, o contrato, assinado pela secretária Jozélia Praça de Medeiros e publicado na edição desta segunda-feira (17), objetiva realização do exame de conhecimento específico e da análise da documentação dos candidatos, ambos de caráter eliminatório, que integram o processo de escolha dos conselheiros tutelares.

O Cespe/Cebraspe teve pessoas presas, dezenas de demitidos e foi até impedida de atuar na aplicação de provas do Enem.

Por Diário do Poder

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: