Enem 2019 será realizado dentro de duas semanas

Enem 2019 será realizado dentro de duas semanas

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Daqui a duas semanas, mais precisamente no dia 3 de novembro, os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) farão a primeira prova da edição 2019. Serão 5h30min para responder as 90 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas – sendo 45 para cada – além da Redação.  Já no domingo seguinte, no dia 10, são 45 questões de Matemática e outras 45 de Ciências da Natureza, totalizando 5h de prova.

Na edição 2019, algumas mudanças foram implementadas e os estudantes devem ficar atentos. Entre elas estão: a revista dos lanches levados pelos participantes, além da eliminação do candidato caso o aparelho de celular emita qualquer som durante a aplicação da prova, mesmo estando dentro da sacola lacrada – que é entregue antes do candidato entrar nas salas.

O Enem é um dos meios principais de acesso ao ensino superior público, por meio do Sisu, e particular, através do Prouni e do Fies.  Além disso, instituições portuguesas também utilizam a prova como seleção de brasileiros para cursos de graduação. Ao todo, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 42 instituições de Portugal firmaram parceria.

Abaixo, confira um mini manual do Enem para revisar pontos da avaliação que tenha esquecido ou conhecer o que pode e o que não deve ser feito durante a aplicação do exame.

Como estudar para o Enem

O Enem é uma avaliação que tem como base a interdisciplinaridade e a contextualização do assunto dentro das áreas de conhecimento, relacionando-os a temas da atualidade. Por isso, é importante que o estudante conheça como a avaliação é construída, através da Matriz de Referência do Enem e do próprio edital. Além de consultar documentos essenciais como a Cartilha do Participante, que traz dicas de como estruturar a redação, com explicação da correção, os critérios usados para destruição dos pontos, além de exemplos dos textos nota 10 de edições passadas. O estudante pode contar ainda com a plataforma Hora do Enem, da TV Escola. Lá são disponibilizados ainda videoaulas e outros programas.

Estrutura da prova

São quatro provas objetivas, totalizando 180 questões. São 45 questões em cada área do conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

Na redação, são exigidas 7 linhas no mínimo ou 30 linhas no máximo. O texto deve se adequar ao modelo dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema.

Datas e horários

3 de Novembro: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação. Duração: 5 horas e 30 minutos

12h – Abertura dos portões

13h – Fechamento dos portões

13h a 13h30 – Procedimentos de segurança na sala de prova

13h30 – Início das provas

19h – Término das provas

10 de Novembro: Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Duração: 5 horas.

12h – Abertura dos portões

13h – Fechamento dos portões

13h a 13h30 – Procedimentos de segurança na sala de prova

13h30 – Início das provas

18h30 – Término das provas

O que tem que levar:

Para fazer a prova é obrigatório apenas uma caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente. O estudante deve estar munido de documento oficial de identificação original com foto.

O Inep aconselha ainda que o candidato leve impresso o cartão de confirmação de inscrição e a declaração de comparecimento para assinatura do chefe de sala (caso precise do documento). Vale notar que não serão aceitos qualquer documento em formato eletrônico. Quem perdeu o documento ou foi roubado deverá apresentar um Boletim de Ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação. Confira abaixo a lista dos documentos válidos.

– Cédulas de identidade expedidas por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal;

– Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados;

– Carteira de Registro Nacional Migratório;

– Documento Provisório de Registro Nacional Migratório;

– Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade;

– Carteira de Trabalho e Previdência Social;

– Certificado de Dispensa de Incorporação;

– Certificado de Reservista;

– Passaporte;

– Carteira Nacional de Habilitação com fotografia;

– Identidade funcional

Divulgação dos resultados:

Segundo o Inep, a previsão é que os gabaritos e cadernos de questões sejam divulgados em 13 de novembro. Já a divulgação dos resultados oficiais está prevista para janeiro de 2020, para os participantes regulares, e para março de 2020, para participantes treineiros.

Fonte: Roberto Paim – Agência Educa Mais Brasil

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: