GDF vai gastar R$ 4,3 milhões para melhorar estrutura do Hospital de Ceilândia

Deputado constata caos no Hospital de Ceilândia e solicita auditoria na saúde do DF
Imagem reprodução web

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Aproximadamente R$ 4,3 milhões foram reservados para melhorar a estrutura do hospital, por meio de um contrato de manutenção emergencial, assinado pela Secretaria de Saúde nesta gestão. Entre as prioridades estão as revitalizações iniciadas nos banheiros, refeitório e telhados.

“Essa revitalização é um avanço, especialmente em toda a estrutura do telhado, que nunca tinha passado por uma reforma antes. Com isso, não haverá mais vazamentos no hospital quando chegar o período de chuvas”, comentou o superintendente da Região de Saúde Oeste, Roberto Cortes.

Quanto aos atendimentos, Cortes destacou a força-tarefa, criada recentemente no hospital para diminuir a fila de espera por cirurgias emergenciais. Dessa forma, em um mês, 20 dos 70 pacientes da lista de espera já foram operados. “Com a força-tarefa formada pelos servidores, esperamos diminuir ainda mais a fila no próximo mês. Como Ceilândia é referência em trauma, internamos, diariamente, em torno de cinco a seis pacientes para fazer cirurgias de emergência. Mas todo dia estamos operando, rodando leitos e dando alta para eles”, ressaltou Cortes.

HRC passa por reformas estruturantes em seu aniversário de 38 anos. Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde

Outra novidade no HRC foi a criação de um ambulatório específico para atender pacientes encaminhados pelo Pronto-socorro Pediátrico. A unidade começou a funcionar de forma piloto ainda em fevereiro, com a vinda dos novos pediatras. Até o início de julho, os três médicos fizeram 3.928 consultas, sendo 120 delas de retorno. A média de atendimentos tem sido de 15 crianças por período.

Dados
A demanda total no HRC se reflete em números. Conforme os dados consolidados pelos gestores da unidade até o momento, de janeiro a junho deste ano, o hospital registrou 68.155 atendimentos, sendo 39.348 exames laboratoriais, 13.937 de emergência, 5.234 internações, 432 partos, 236 cirurgias, entre outros procedimentos.

Atualmente, o HRC possui 275 leitos para internação, entre eles, 62 cirúrgicos, 46 obstétricos, dez na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e oito na Neonatal. Em 1981, ano de inauguração do hospital, a quantidade era bem menor: apenas 53 leitos.

História
A data oficial de aniversário do HRC é em 27 de agosto. A unidade foi inaugurada pelo então presidente da República João Baptista Figueiredo. Governador do DF à época, Aimé Lamaison atendeu um grande anseio da população da cidade, que antes era obrigada a se deslocar para Taguatinga ou ao Hospital de Base em busca de atendimento médico.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: