Grandes obras em escolas de Ceilândia entram na fase final

EC 59 estará pronta no primeiro semestre de 2022 | Foto: Mary Leal/SEEDF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Secretário de Educação e presidente da Câmara Legislativa visitam estabelecimentos em reforma e construção

Agência Brasília

As três grandes obras da educação que estão acontecendo nas regiões de Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol, demandas históricas da comunidade, foram inspecionadas na manhã desta sexta-feira, 30, pelo secretário de Educação, Leandro Cruz, e pelo presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente. A visita foi acompanhada pelo coordenador regional da pasta, Helder Ferreira Gonçalves.

Eles estiveram na Escola Classe 59, que está sendo reconstruída; no Centro de Ensino Médio 10, em reforma geral; e na Creche Pôr do Sol, que está em fase de construção. Visitaram ainda o Centro de Ensino Fundamental 32 e a Escola Classe 68, antigo abrigo de Ceilândia.

“Quando a gente junta o Poder Executivo e o Poder Legislativo em defesa da educação, os nossos avanços são muito grandes. Em pouco tempo, nós teremos essa obra completamente construída, entregue à comunidade, para cumprir a orientação do governador Ibaneis Rocha, que é trazer a educação cada vez mais próxima do local de moradia”, afirmou Leandro Cruz ao visitar o novo CEPI.

“A população do Pôr do Sol é carente e há muito tempo não se via nenhum tipo de investimento aqui na cidade. Essa creche vem em boa hora. É um investimento de mais de R$ 3,5 milhões”, comentou o presidente da Câmara Legislativa.

A construção, na região administrativa Sol Nascente/Pôr do Sol, cujas escolas estão sob a responsabilidade da regional de ensino de Ceilândia, já está 80% concluída. A previsão de entrega é para agosto deste ano.

A obra segue o modelo padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com capacidade para 188 crianças em período integral ou 376 em dois turnos.

O terreno, na Entrequadra 500/700, tem 4.693,15 m² e a área construída será de 1.311,94 m², comportando dez salas de aula, infraestrutura administrativa completa, cozinha, refeitório, pátio coberto e playground, entre outros ambientes.

LEIA TAMBÉM -   Território Criativo presenteia Ceilândia em seu 50º aniversário

“Todas estas obras são muito importantes porque, além de termos equipamentos públicos novos e de qualidade, com toda certeza atenderão a comunidade com mais conforto e segurança, o que implica no fortalecimento das aprendizagens”, avaliou o coordenador regional de ensino.

Educação infantil e ensino fundamental

A reconstrução da EC 59 começou em março. Ela foi fundada em 1989, para ser provisória. O tempo se arrastou e a situação foi piorando. Em 2018, pela deficiência de estrutura, os estudantes foram realocados para ter aulas nas instalações do CEM 04.

A unidade fica na QNN 36, Área Especial 02. O terreno tem 6.180 m² e a área construída será de 2.550,26 m². A empresa responsável pelo empreendimento é a Impar Construção LTDA. O valor total da obra é de R$ 6,21 milhões, sendo R$ 6,08 milhões do FNDE e o restante do Governo do Distrito Federal. A entrega será em maio de 2022.

A nova estrutura terá 14 salas de aula, auditório, sala de leitura, teatro de arena, cozinha industrial e refeitório, sala administrativa, laboratórios, bicicletário, guarita, estacionamento, parquinho, horta, quadra de esportes coberta, área verde e área comunitária. As instalações vão beneficiar 126 estudantes da pré-escola e 328 dos anos iniciais do ensino fundamental.

Antigo abrigo de Ceilândia hoje é a Escola Classe 68,  que acolhe 1.000 estudantes | Foto: Mary Leal/SEEDF

Jovens

A reforma geral do CEM 10 tem investimento de R$ 5,07 milhões, com recursos do GDF. Teve início em março e deve estar concluída em março de 2022, para atender 840 jovens.

É outra obra bastante esperada pela população há muito tempo e que, nesta gestão, teve andamento. Por orientação da Defesa Civil, as instalações, na QNP 30, foram fechadas em 2016. Desde então, os estudantes fazem o curso nas dependências do CEF 29, no começo do Setor Industrial.

A reforma está sendo realizada pela empresa Contarpp e contempla: instalação de portas de acesso à área externa; construção de escada e rampa de acesso à quadra poliesportiva; instalação de guarda-corpos, corrimãos, piso antiderrapante, sinalização e piso tátil; instalação de sanitários acessíveis; elevação do piso do pátio descoberto a ser nivelado com os demais pisos externos; reforma geral das instalações elétricas, hidrossanitárias, de gás e contra incêndio; reforma do estacionamento interno; reposição do tratamento paisagístico; instalação de bicicletários; reforço estrutural da edificação; troca de telhados e forros; instalação de novas esquadrias; reparos nos pisos e demais revestimentos e pintura geral.

LEIA TAMBÉM -   Entenda como o Marketing Digital pode ajudar no crescimento do seu negócio

Foram ainda à EC 68, que funciona no antigo abrigo da cidade e recebe 1.000 estudantes da pré-escola e dos três primeiros anos do ensino fundamental. Este ano, o atendimento será estendido para a educação precoce.

*Com informações da Secretaria de Educação

CEF 32, fundado em agosto de 2009 | Foto: Mary Leal/SEEDF

Espaços consolidados

Aproveitando a oportunidade, eles também visitaram o CEF 32, que fica em frente ao CEPI Pôr do Sol. A unidade atende 950 estudantes da educação infantil ao 9º ano do ensino fundamental. Fundada em agosto de 2009, como a EC 67.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: