Lançada a pedra fundamental da Fazenda da Esperança, em Ceilândia

Representantes da Fazenda da Esperança e do GDF lançam pedra fundamental da nova unidade masculina de recuperação de dependentes químicos | Foto: Divulação/Terracap

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Frei Hans abençoa terreno da futura unidade masculina de recuperação de dependentes químicos. O terreno fica em Ceilândia

Agência Brasília

A pedra fundamental da unidade masculina da Fazenda da Esperança foi lançada na manhã desta sexta-feira (13). Em menos de dois anos, cerca de 100 pessoas que desejam se recuperar do vício das drogas e do álcool serão acolhidas pela entidade, que firmou parceria com o GDF. O tratamento é feito de forma gratuita. O terreno de 35 hectares, localizado na zona rural de Ceilândia, foi cedido pela Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) ao Distrito Federal, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do DF (Sejus).

Uma medalha de Nossa Senhora foi colocada no terreno. Na oportunidade, Frei Hans Stapel, fundador da Fazenda da Esperança, disse que “quando Deus quer, Ele pode tudo”. E completou: “Só tenho a dizer obrigado e peço a Ele para abençoar este lugar e a todos que se envolveram nesse projeto. A obra é de Deus e irá para frente”. Hans se referiu à obra da unidade, que está estimada em R$ 4 milhões, a serem alcançados com apoio da comunidade e de empresas parceiras da entidade.

O presidente da Terracap, Izidio Santos, ressaltou que a Agência não fez nada além daquele que é um de seus papéis. “Esse aqui é um momento único e faz valer a pena estar à frente da empresa”, sintetizou.

Desde 1983, a comunidade da Fazenda da Esperança atua no processo de recuperação de dependentes químicos. O método de acolhimento contempla três aspectos determinantes: o Trabalho como processo pedagógico; a Convivência em família; e a Espiritualidade para encontrar o sentido da vida.

“A Terracap como empresa pública está apenas cumprindo a determinação do governador Ibaneis Rocha, inclusive prevista em legislação, para que esse projeto vire realidade. Esse é só o primeiro passo, mas ele já foi dado”, falou o diretor de Regularização Social e Desenvolvimento Econômico da Terracap, Leonardo Mundim. Ele também agradeceu a oportunidade e a inspiração que a luta de Frei Hans e Frei Rogério traz a todos, de ajudar ao próximo, àqueles que mais precisam.

LEIA TAMBÉM -   Nenzin MC lança curta musical “Neve” sobre depressão

Presente em 22 países, o projeto da Fazenda da Esperança tem 141 unidades espalhadas por todo o mundo. Desse total, 93 estão no Brasil. No DF, há uma casa feminina, localizada em Brazlândia. Lá, 36 mulheres estão em processo de reabilitação. A Fazenda da Esperança abriga pessoas com idade entre 18 e 59 anos. O processo de recuperação adotado pela entidade tem 12 meses de duração.

A secretária de Justiça, Marcela Passamani, falou, ainda, da satisfação da pasta estar envolvida no projeto. “Uma comunidade terapêutica capaz de recuperar vidas. Não pouparemos esforços para que essa fazenda fique pronta”, antecipou.

*Com informações da Terracap

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: