Mulher é investigada por golpe do falso emprego em Ceilândia, diz site

Mulher é investigada por golpe do falso emprego em Ceilândia
Comprovante de depósito bancário na conta de Maria Coelho — Foto: TV Globo/Reprodução

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Cerca de 300 pessoas foram vítimas do golpe de uma estelionatária que prometia vagas de emprego em troca de dinheiro no Distrito Federal. Ela cobrava até R$ 2,5 mil pela “garantia” de contratação em duas empresas prestadoras de serviços gerais, diz o site de notícias G1-DF.

“Era R$ 1 mil por cada pessoa. E, depois de entrar no emprego, mais três [parcelas] de R$ 500”, diz uma das vítimas que não quis se identificar.

Segundo o G1, a primeira parcela era paga via transação bancária, com um depósito na conta de Maria Coelho da Silva Neto – principal suspeita apontada pela Polícia Civil. O restante devia ser quitado em dinheiro e quem ficava responsável por receber os pagamentos era uma espécie de “agente”, chamado Jean.

Segundo as vítimas, ele atendia dentro da Administração Regional de Ceilândia. A unidade, porém, afirma que não há funcionários empregados com este nome. Matéria completa do G1-DF aqui.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: