Opinião: Apagão de energia e da gestão Ibaneis

Foto: divulgação CBMDF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Há anos, os moradores de Ceilândia, especificamente da região norte, sofrem com as constantes quedas de energia elétrica. Os transtornos acontecem principalmente na época das chuvas

Douglas Protázio

No dia 19 de setembro, o Governo do Distrito Federal comemorou o que chamou de “conclusão das obras de modernização da subestação de energia de Ceilândia Norte“. A pomposa frase foi título de uma matéria da Agência Brasília, a agência de notícias públicas do GDF. Segundo informações da reportagem, foram instalados dois equipamentos de módulos compactos – um para cada linha de transmissão. O investimento foi de R$ 3,2 milhões. A subestação é uma das três que atendem a cidade mais populosa do Distrito Federal.

Há anos, os moradores de Ceilândia, especificamente da região norte, sofrem com as constantes quedas de energia elétrica. Os transtornos acontecem principalmente na época das chuvas. A situação até virou motivo de piadas e memes nas redes sociais. A hashtag (Twitter) “Ceilândia”, pipoca de reclamações, todas as vezes que chove, muitas delas com menções à conta oficial da CEB.

No dia 16 de novembro de 2019, a subestação pegou fogo. Na ocasião, 76.980 residências ficaram sem energia até que o fogo fosse controlado pelos bombeiros. Na época, moradores da região relataram que a queda de energia se deu imediatamente após terem ouvido o som de uma descarga atmosférica de grande intensidade.

Apesar do milionário investimento na “modernização” e substituição do transformador queimado, o problema continua – como foi observado na noite desta segunda-feira (02). Durante uma chuva, várias residências de Ceilândia Norte ficaram sem energia elétrica, entre elas, a minha.

LEIA TAMBÉM -   Programa está com inscrições abertas para especialização on-line e gratuita na área de Tecnologia da Informação

Quando anunciou a conclusão das obras na subestação de energia, o GDF afirmou que as eventuais quedas de energia, que incomodam tanto os moradores de Ceilândia, estariam perto de ganhar uma solução. Foi um blefe. As quedas de energia em Ceilândia Norte estão bem longe de ganhar uma solução definitiva. Estamos agora colhendo, infelizmente, os frutos da má-gestão do governo Ibaneis Rocha.

*Douglas Protázio é estudante de jornalismo e criador do Diário de Ceilândia

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: