Praça dos Direitos em Ceilândia atenderá adolescentes em processo de ressocialização

Praça dos Direitos em Ceilândia atenderá adolescentes em processo de ressocialização

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) inaugurou, nesta segunda-feira (25), a Gerência de Atendimento em Meio Aberto (Geama) na Praça dos Direitos, em Ceilândia Norte.

O espaço atenderá 210 adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, com serviços nas áreas de psicologia, pedagogia e assistência social, de segunda a sexta, das 7 às 19 horas.

Também serão elaborados projetos de lazer, esporte e cultura para que os adolescentes possam utilizar toda a estrutura do local, que conta com quadra poliesportiva coberta, área de exercícios e alongamento, pista de skate, campo de futebol society e teatro de arena com palco.

Na solenidade de inauguração, o subsecretário do Sistema Socioeducativo da Sejus, Demontiê Alves, destacou a importância da utilização da Praça dos Direitos na ressocialização dos adolescentes. “Precisávamos de um espaço novo. Com apenas 11 meses de governo, conseguimos um local para fazermos os atendimentos e ainda oferecermos torneios de esporte e atividades culturais, algo muito perto do que a legislação preconiza”, ressaltou.

Demontiê lembrou ainda que o secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, colocou como prioridade a oferta de estrutura adequada de atendimento aos adolescentes em conflito com a lei e de trabalho aos servidores dessa área.

Com essa entrega, o Distrito Federal passa a contar com 15 Geamas. A nova unidade tem 19 profissionais entre assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e agentes sociais. A equipe também faz visitas domiciliares aos adolescentes atendidos para o acompanhamento da rotina escolar e familiar, além de encaminhá-los para estágios, serviços de saúde e de assistência social.

Segundo a juíza titular da Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas, Lavínia Tupy, “este espaço será utilizado para colocar em prática tudo o que a socioeducação prevê”. E completou: “Quando o adolescente encontra um espaço que sente como dele começa a ter outras possibilidades e a sonhar”. 

Praça dos Direitos 

A nova estrutura foi entregue a população de Ceilândia no dia 19 de outubro, durante a 8ª edição do programa Sejus Mais Perto do Cidadão. Após anos de abandono e de utilização dessa área como ponto de tráfico de drogas, as ruínas na QNN 13 deram lugar a um espaço integrado para receber cursos e atividades de esporte, lazer e cultura.

“Esse espaço é coordenado pela Sejus, mas conta com a parceria de outras secretarias para funcionar. Aos poucos estamos conseguindo ocupá-lo com atividades”, afirmou o subsecretário de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial, Juvenal Araújo.

Desde que começou a funcionar, já está disponível para a comunidade aulas de dança e basquete, oferecidas por professores voluntários. Quem quiser utilizar a estrutura, como o campo de futebol society, precisa apenas fazer o agendamento com a equipe que trabalha no local.

* Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania 

1 Comment

  • Avatar
    ravan leao , 26 de novembro de 2019 @ 12:18

    Agentes Socioeducativos, Agentes Sociais atuam junto a política de assistência social no DF com adolescentes infratores é uma nova política pública a socioeducativa.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: