Programa Tempo de Aprender destinará investimentos para a alfabetização

Programa Tempo de Aprender destinará investimentos para a alfabetização

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Foi divulgado nessa terça-feira (18), pelo Ministério da Educação (MEC), o Programa Tempo de Aprender, com foco na alfabetização no último ano da pré-escola e do 1º e 2º ano do ensino fundamental. O programa foi criado com base em um diagnóstico que aponta essas etapas da educação básica com mais necessidade de investimentos.

Nesse sentido, receberão maiores investimentos a formação pedagógica e gerencial de docentes e gestores; materiais e recursos para alunos e professores; e acompanhamento da evolução dos estudantes nas séries iniciais da educação básica.

A entrada das instituições de ensino será de maneira voluntária, com a demonstração de interesse através do site alfabetizacao.mec.gov.br.

Entre as etapas de ação do programa está prevista a criação de um curso – onlineepresencial – em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) voltado para a formação dos professores, além de outro curso para auxiliar gestores educacionais, diretores e coordenadores pedagógicos.

Também será lançado o Sistema Online de Recursos para Alfabetização (Sora), que dará suporte para os professores da rede pública de todo o país. A ferramenta, desenvolvida pelo Laboratório de Tecnologia da Informação e Mídias Educacionais (Labtime), da UFG, disponibilizará, aos docentes, o acesso a recursos pedagógicos, como estratégias de ensino, atividades e avaliações formativas.

O Tempo de Aprender também pretende reformular o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) para a educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental e as provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) também destinadas à alfabetização.

O programa, que receberá o investimento geral de R$ 220 milhões, é a ação da Política Nacional de Alfabetização, que já lançou o “Conta pra mim”, voltado para o incentivo da leitura entre pais e filhos.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: Roberto Paim – Agência Educa Mais Brasil

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: