Terracap apresenta o terreno da nova unidade da Fazenda Esperança em Ceilândia

O Frei Rogério Soares disse que em menos de dois anos a nova unidade da Fazenda Esperança estará construída e acolherá até 100 pessoas.| Foto: Divulgação/Terracap

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O centro para reabilitação de dependentes químicos deve ficar pronto em dois anos e vai atender, gratuitamente, o público masculino

Agência Brasília

Na manhã desta sexta-feira, 23 de outubro, o diretor de Regularização Social e Desenvolvimento Econômico da Terracap, Leonardo Mundim, e o Frei Rogério Soares visitaram o terreno que será a sede da unidade masculina da Fazenda Esperança, entidade que acolhe pessoas que desejam se recuperar do vício das drogas e do álcool. A área de 35 hectares, localizada na zona rural de Ceilândia, foi cedida pela Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) ao Distrito Federal, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do DF (Sejus).

“Esta foi a primeira visita, uma visita de posse, feita por representante da Fazenda Esperança após a cessão da área da Terracap ao DF, que foi passada pela Sejus à entidade. Este projeto integra a política do governo Ibaneis Rocha de efetivo apoio à recuperação de dependentes químicos”, explica Leonardo Mundim.

“As terras não poderiam ser outras. São terapêuticas. A nossa gratidão ao governo do DF e à Terracap”, afirmou Frei Rogério, representante da Fazenda Esperança, ao avistar o terreno. O local inspira paz. É circundado por montanhas e margeado por um riacho. Com vasta área verde, pode-se ouvir o som dos pássaros. “Em menos de dois anos, estaremos com a unidade construída”. Segundo o Frei, a unidade masculina acolherá até 100 pessoas. O tratamento é feito de forma gratuita.

Durante solenidade de entrega do termo de Cessão de Uso, no Palácio do Buriti, ocorrida no início deste mês, o chefe da Executivo local, Ibaneis Rocha, reiterou que as drogas atingem todas as classes sociais, de forma mais violenta àqueles que têm menos condições, mas atinge a todos. “A Fazenda atende a todos que precisam. E essa sociedade está clamando! Por meio da nova unidade, teremos uma grande oportunidade de ajudar a reabilitar esses jovens”, disse. Ainda na oportunidade, o governador prometeu empenho para se tornar o embaixador da instituição no DF.

LEIA TAMBÉM -   Unidos no amor e no tráfico; casal é preso em Ceilândia

Desde 1983, a comunidade atua no processo de recuperação de dependentes químicos. O método de acolhimento da Fazenda da Esperança contempla três aspectos determinantes: o trabalho como processo pedagógico; a convivência em família; e a espiritualidade para encontrar o sentido da vida.

A Fazenda Esperança

Presente em 22 Países, são 141 unidades espalhadas por todo o mundo. Desse total, 93 estão no Brasil. No DF, há uma casa feminina, localizada em Brazlândia. Lá, 36 mulheres estão em processo de reabilitação. A Fazenda da Esperança abriga pessoas com idade entre 18 e 59 anos. O processo de recuperação adotado pela entidade tem 12 meses de duração.

O fundador da comunidade Fazenda da Esperança, Frei Hans Stapel, ressalta a importância da parceria com o poder público. “Esse governo teve vontade política de fazer acontecer. Em breve, poderemos atender a vários jovens em situação de dependência química”.

No dia 11 de novembro, frei Hans estará em Brasília com uma equipe técnica para planejar o início das obras, segundo antecipou Frei Rogério.

*Com informações da Terracap

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: