Tribo da Periferia questiona valores na inédita “Preço do Ouro”

Imagem divulgação.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A faixa, composta por Duckjay e Look, chega também com um videoclipe

A Tribo da Periferia segue movimentando as plataformas de música e presenteando os fãs com novos lançamentos. Nesta quinta-feira (27), o duo de rap brasiliense divulgou no canal oficial do Youtube o clipe de “Preço do Ouro”. E na sexta-feira (28), a faixa será lançada no streaming.

“Nesse momento de quarentena procuramos um modo de suprir nossa ausência com nossos ouvintes, então, aproveitamos para nos dedicar aos novos projetos, composições e produção de áudio e vídeo”, fala Duckjay. “Preço do Ouro” foi composta e produzida durante o período de isolamento.

A produção do clipe, que seguiu todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde e teve uma redução de 60% da equipe técnica e de elenco, tem uma vibe de gângster bem imponente de se ver, algo que surgiu da parceria entre a Tribo da Periferia e da Fábrica de Hit´s. “Uma das coisas  que prezamos muito é a identificação do vídeo com a música e neste projeto conseguimos mostrar isso”, conta Duckjay.

Devido à pandemia, alguns planos tiveram que ser refeitos. Para 2020 estava previsto o projeto de um EP com seis faixas, mas a Tribo da Periferia decidiu seguir outra estratégia nesse ano atípico. “Preço do Ouro” será o primeiro de oito singles e cinco videoclipes que serão lançados até o fim do ano. “Na verdade, foi tudo se encaixando. Optamos por lançamentos aleatórios, com uma variedade maior até o final desse ano”, explica.  

Duckjay, além de dividir a composição com Look, também assina a produção musical da faixa. “Na música falamos de valores que simbolizam a vida nas ruas. Usamos o ouro como referência, por ser o maior representante da nobreza. No vídeo mostramos como o ouro move as pessoas. A ideia é mostrar que para ter o ouro, muitos agirão de formas diferentes. Uns trabalham, outros negociam, outros roubam… A música “Preço do Ouro” veio fazer essa pergunta: quanto vale o ouro pra você?”, finaliza. 

SOBRE TRIBO DA PERIFERIA

Instagram – https://www.instagram.com/tribodaperiferia/

YouTube – https://www.youtube.com/tribodaperiferia

Tribo da Periferia é um grupo de rap e hip hop brasiliense que nasceu nas raízes do Distrito Federal em 1998, após o garoto Luiz Fernando Correia da Silva escrever a primeira letra musical de repercussão. Seguindo a tendência dos anos 1990, onde os rappers brasileiros tinham todos nomes em inglês (Mano Brown, Ice Blue, KL Jay) e tendo como inspiração o grupo Duckjam e Nação Hip Hop, Luiz Fernando assumiu o nome artístico de Duckjay.

LEIA TAMBÉM -   Fort Atacadista entrega mais de R$ 123 mil para instituições de caridade de Ceilândia

A formação original do Tribo da Periferia contava com Duckjay e os ex-integrantes Mano Marley e Alisson, que ficaram até o ano 2000. DJ Bola Tribo também teve uma trajetória pelo grupo permanecendo entre 2003 e 2015. A partir de 2016 o Tribo da Periferia passou a ser formado por Duckjay (que além de cantor é compositor e produtor musical) e Look, nome que Nelcivando Lustosa Rodrigues escolheu para seguir com ele a estrada da música. Os amigos se conheceram em 1998 e a grande sintonia entre os dois foi essencial para que a parceria desse certo. 

Em uma época em que o rap sofria discriminação expressiva, até da própria periferia, o Tribo da Periferia tinha que conquistar os fãs no corpo a corpo. Não existia internet, por isso, os músicos dependiam muito das rádios e Djs para tocar as músicas nas festas. Havia dificuldades para se ter acesso a um estúdio, eles não eram vinculados a uma grande gravadora e a situação financeira dos integrantes também era um problema.

Mesmo com todas as dificuldades, em 2002, o Tribo lançou o primeiro álbum: “Verdadeiro Brasileiro”. Com 12 músicas e poucos recursos, o trabalho de estreia do grupo atingiu fama regional com letras que falavam sobre amor, fé, coragem, futuro, sonhos e representatividade temática. Em 2003, com o single “Carro de Malandro”, o Tribo teve o primeiro sucesso nacional. A faixa entrou no álbum “Tudo Nosso” de 2005.

Em 2008 Duckjay foi indicado ao prêmio Hutiz como melhor produtor musical do Brasil. A partir de 2011 o Tribo da Periferia passou a intitular seus álbuns como “1º Último”, lançado no mesmo ano, “2º Último”, de 2013, “3º Último”, de 2014, “4º Último” de 2016 e “5º Último”, trabalho atual que possui 13 faixas lançadas. Em 2016 o Tribo ganhou o prêmio Palco Mp3 como o artista mais acessado na categoria Rap/Hip Hop. No mesmo ano o grupo foi convidado para cantar no show de Marília Mendonça no Festeja Goiânia. No palco da capital do sertanejo, Duckjay e Look viram uma multidão cantando com eles.

LEIA TAMBÉM -   Encceja libera resultado das solicitações para atendimento especializado

Já com o mercado musical totalmente diferente devido à revolução digital, o canal oficial do grupo no YouTube, criado em 2014, ganhava cada vez mais inscritos. Com o surgimento de diferentes plataformas, os artistas passaram a não ser mais reféns da situação financeira e compartilhar novas músicas e projetos tornou-se acessível para todos. 

O Tribo da Periferia, que se destaca pela inovação e criatividade em suas composições, utiliza essas mesmas características em seus videoclipes. Este é um dos motivos do canal no YouTube ser um sucesso. Agenciados pela Kamika-Z Produtora e com apresentações por todo território nacional, Duckjay e Look arrastam multidões por onde passam. Hoje, com mais de vinte anos de estrada, o Tribo da Periferia é considerado um dos grandes nomes do cenário do rap e hip hop brasileiro.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: