Homem é condenado a 36 anos por morte de criança de 5 anos em Ceilândia

Homem é condenado a 36 anos por morte de criança de 5 anos em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) obteve e condenação de Walisson Ferreira da Silva, autor dos disparos que atingiram Maria Eduarda Rodrigues de Amorim, de cinco anos, em maio de 2018 em Ceilândia. Ele terá de cumprir 36 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão, em regime inicial fechado. Além da morteda criança, ele foi condenado pela tentativa de homicídio do irmão da vítima e pelos crimes de receptação ecorrupção de menores. O julgamento ocorreu nesta terça-feira, 20 de agosto, no Tribunal do Júri de Ceilândia.

Os jurados acolheram as duas qualificadoras sustentadas pela Promotoria de Justiça: motivo torpe, em virtude da guerra existente entre gangues rivais de Ceilândia, e recurso que dificultou a defesa das vítimas, uma vez que Walisson e seus comparsas adolescentes surpreenderam os irmãos no interior de sua residência.

“Trata-se, infelizmente, de mais um lamentável episódio da violência em Ceilândia, marcada pela presença de gangues em que seus integrantes se matam pelo simples fato de residirem em quadras distintas. No meio dessa disputa sem sentido, morrem inocentes como foi o caso de Maria Eduarda, atingida quando ia até a cozinha buscar milho para fazer pipoca. Isso tem que mudar. Essa condenação demonstra que o Ministério Público está atento ebusca cumprir o seu papel de responsabilizar essas pessoas que tanto prejudicam nossa sociedade”, disse a promotora de Justiça que atuou no caso, Leda Siqueira.

Entenda o caso

Em 21 de maio de 2018, algumas horas antes de chegar a casa onde estavam as vítimas, dois menores roubaram um veículo e foram se encontrar com Walisson e outro adolescente. Na quadra QNO 18, eles pararam o carro em frente à residência das vítimas e efetuaram diversos disparos que atingiram os irmãos Marcos André, de 15 anos, e Maria Eduarda, de 5 anos. Ele foi atingido na perna e a menina levou três tiros, um deles na cabeça. Walisson e os adolescentes fugiram do local.

Com informações do MPDFT

1 Comment

  • Avatar
    Régis , 20 de agosto de 2019 @ 20:15

    Isso é brincadeira,tá certo q todos nois temos q pagar por nossos erros ,agora falar q os cara foram se vingar pela morte de um dos integrantes,vcs são irresponsáveis de falar isso , trata-se de um garoto bom q foi morto um dia antes,garoto esse q tinha vários sonhos ,um deles era ser jogador de futebol ,e não tinha envolvimento algum com crime,procurem se informar melhor,pra não falar merda nessas reportagens

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: