Júri condena homem que tentou matar transexual após receber cantada, em Ceilândia

Júri condena homem que tentou matar transexual após receber cantada, em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Tribunal do Júri de Ceilândia, condenou H. L. d. S. a sete anos de reclusão, por ter dado golpes de faca em uma transexual em razão de a vítima ter flertado com ele em uma festa. Segundos os autos, o crime ocorreu no dia 3 de junho de 2018, no Setor de Indústrias de Ceilândia.

De acordo com o juiz presidente do Júri, “a vítima foi gravemente atingida e sofreu severo ferimento, sendo internada no hospital e submetendo-se a laparotomia exploratória, a denotar a intensa lesão. Ficou, nos termos de seu depoimento, vários meses afastada de suas atividades laborais”.

Segundo o magistrado, H. S. possui maus antecedentes, dada uma condenação criminal definitiva, e deverá cumprir a pena, inicialmente, em regime fechado, além de não poder recorrer da sentença em liberdade. “Em paralelo, vê-se que a reiteração delitiva precisa ser evitada”, ressaltou o juiz.

*Com informações do TJDFT

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: