MPDFT denuncia policial que simulava revista para roubar celular em Ceilândia

MPDFT denuncia policial que simulava revista para roubar celular em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou um agente de polícia e outros dois homens por integraram associação criminosa especializada em roubos de aparelhos celulares. A investigação foi realizada pelo NCAP e pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (CGP/PCDF). 

De acordo com a denúncia, o policial e seus comparsas, sempre a bordo de um veículo preto, trafegavam por vias públicas de diversas cidades satélites do Distrito Federal e ostentavam distintivos e camisetas da Polícia Civil, além de armas de fogo. Ao escolherem a vítima, simulavam uma abordagem policial e tomavam seus aparelhos celulares. Eles diziam às vítimas que, caso quisessem o aparelho de volta, teriam que buscar na delegacia de região mediante apresentação da respectiva nota fiscal. Ao chegarem à delegacia, as vítimas percebiam que tinham sido enganadas.

Os três já respondem por outros dois roubos cometidos no Recanto das Emas, também mediante simulação de abordagem policial e subtração de celulares de pedestres.

Ao todo, foram comprovados ao menos 10 roubos praticados em 2017 nas cidades de Taguatinga, Ceilândia, Recanto das Emas, Samambaia, Estrutural e Santa Maria.

O Juiz da 4ª Vara Criminal de Brasília, ao analisar a denúncia, determinou que o policial seja afastado do cargo e não tenha contato com as vítimas e testemunhas para não atrapalhar as investigações. Também suspendeu o porte de arma de fogo, para que o agente não pratique outros crimes.

*Com informações do MPDFT

Veja mais:

LEIA TAMBÉM -   Após pedido do MPDFT, GDF apresenta plano de contingência na área social

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: