Mulher achada morta em Ceilândia no domingo foi vítima de feminicídio, diz jornal

Mulher achada morta em Ceilândia no domingo foi vítima de feminicídio, diz jornal

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Os agentes da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro) solucionaram o caso da mulher encontrada morta no domingo (15/9), na EQNN 1/3, próximo a uma canaleta de esgoto. Segundo os agentes, Graizielle Feitoza de Carvalho, 31 anos, foi vítima de feminicídio, tendo sido esfaqueada pelo companheiro, de 35 anos. Eles viviam em situação de rua e faziam uso abusivo de crack. As informações são do Correio Braziliense.

Segundo o Correio Braziliense, a motivação do crime, seriam os programas que a vítima realizava para obter renda. De acordo com o delegado Antônio Dimitrov, chefe da 15ª DP, este 21º feminicídio difere de outros casos no Distrito Federal.

“Não se trata de um crime em que a vítima era submetida constantemente à situação de violência, como nas demais fatalidades. O companheiro de Graizielle tinha noção dos programas dela, mas, a partir de um momento, não aceitou mais. É uma tragédia, ocorrida da paranoia que o crack estimula na mente dos viciados”, avalia. Matéria completa do Correio Braziliense aqui.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: