Operação da Polícia Civil e MP mira esquema de propina para agilizar cirurgias no HRT

Operação da Polícia Civil e MP mira esquema de propina para agilizar cirurgias no HRT
Ruby Lopes - Imagem reprodução web

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e a Polícia Civil deflagraram a Operação In Corruptionem para cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão visando apurar crimes praticados por Ruby Lopes, enfermeira chefe do Hospital Regional de Taguatinga entre os anos 2017 e 2019.

As investigações, já iniciadas antes da divulgação do caso pela imprensa, apontam que Ruby solicitava dinheiro de pacientes com a promessa de que anteciparia cirurgias que poderiam demorar meses para serem realizadas. Apurou-se que ela ameaçava suas vítimas para que não contassem sobre o esquema.

As diligências realizadas no HRT e em residências, contaram com a participação de 20 policiais civis, entre delegados, agentes, um perito criminal e um médico-legista, promotores de justiça e servidores do MPDFT.

Os responsáveis pela investigação solicitam que eventuais vítimas das ações criminosas procurem a Cecor/PCDF ou a Prosus/MPDFT para prestarem declarações. (Fonte: PCDF)

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: