Pandemia tem relação com aumentos de homicídios no DF, diz especialista em segurança pública

Foto: Reprodução.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, somente em janeiro de 2021, foram registrados 39 homicídios na capital

Depois de dois anos em queda, o Distrito Federal voltou a registrar aumento no número de homicídios no primeiro mês do ano. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, somente em janeiro de 2021, foram registrados 39 homicídios na capital. Esse número representa um crescimento de 34% em comparação a 2020.

Em janeiro do ano passado foram notificados 29 homicídios, já no ano de 2019, 33 casos.  De acordo com o especialista em segurança pública Leonardo Sant’Anna, esse aumento pode estar relacionado justamente com a pandemia.

“Isso ocorre ao tempo em que diversos estudos indicam que existe uma tensão muito maior nas relações sociais, tanto em ambiente doméstico, ambiente interno, quanto no ambiente externo, o que pode ter influenciado esse resultado. Nós também temos o período de pandemia influenciando em cenários de desemprego, o que muito comumente são associados a situações de violência”, explica Sant’Anna,

Ceilândia no topo

Ceilândia foi a cidade com mais homicídios no mês passado. Somente em janeiro, foram 8 casos. Em seguida, estão a Estrutural e o Sol Nascente: cada uma com três casos.

“Mais uma vez, Ceilândia chama a atenção no número de casos e existem estudos que mostram a relação entre a violência e o índice de desenvolvimento humano: saúde, renda e educação. Por isso é hora das outras autoridades, que estão conectadas a esse tripé, se despertarem para uma nova política pública para a cidade que tem a maior população do DF e uma história muito bonita”, pontua o especialista.

Veja mais:

LEIA TAMBÉM -   TCDF vai fiscalizar processo de imunização contra a Covid-19 no Distrito Federal

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: