...
 

Banco Afro disponibiliza ferramenta para formação de mulheres nano empreendedoras

Engajado com a mudança social, Fintech produz tecnologia para projeto fortalecer o crescimento do empreendedorismo feminino


Banco Afro disponibiliza ferramenta para formação de mulheres nano empreendedoras
Crédito: Mídia Wix.

Desenvolvido pela Fundação Assis Chateaubriand, o Projeto Todas Elas promoveu novas oportunidades para cerca de quatro mil mulheres no Distrito Federal, e em março de 2022, passou a contar com o apoio de uma ferramenta tecnológica desenvolvida pelo Banco Afro: A Comunidade Digital. Criada para mudar por completo a gestão da sociedade, a criação do Banco Afro, entregue ao Projeto Todas Elas, levará educação em um curso gratuito, 100% online, pelo celular e fomentará a criação de uma verdadeira comunidade online.


As mulheres moradoras do Distrito Federal interessadas em participar da próxima turma, poderão fazer inscrição pelo site: www.todaselas.facbrasil.org.br até o dia 01/05/2022. Dado o primeiro passo, o perfil de cada mulher inscrita será analisado levando-se em consideração, inclusive, a renda familiar. Após a aprovação do perfil elas receberão um convite para baixar o aplicativo e darem início à participação no projeto.


Por meio da Comunidade Digital, desenvolvida pelo Banco Afro e gerenciada pelo Projeto, as selecionadas terão acesso às informações sobre empreendedorismo e atividades práticas para estruturação dos negócios. Os conteúdos são apresentados em uma linguagem simples, prática e acessível para não fugir da realidade das participantes e conseguir promover interação, conexão e uma nova forma de aprendizado para as mulheres do projeto.


O fortalecimento e a união gerados pela utilização da Comunidade Digital fazem com que as participantes tenham acesso aos conteúdos de forma mais organizada, acesso direto a parceiros e possibilidade de estruturação de um canal de vendas dos produtos para acesso ao mercado (loja virtual), construindo assim, uma verdadeira rede do bem. Engajar o empreendedorismo e gerar valor e mudanças na vida das pessoas a partir de projetos sociais faz parte do propósito do Banco Afro. Neste ano de 2022 a expectativa é que o número de participantes atendidas no projeto da Fundação seja de cinco mil mulheres, incluindo a primeira turma fora do Distrito Federal.


O Banco Afro oferece tecnologia voltada para que diversos setores como: Associações, sindicatos, organizações não governamentais (ONGs), caixas de assistência, comunidades sociais, startups, cadeias produtivas e organizações de assistência e fomento possam crescer, se desenvolver e formar uma grande comunidade digital.


Para saber como ter sua comunidade, acesse www.comunidadesdobem.com.br

45 visualizações0 comentário