...
 

MPDFT denuncia policial que simulava revista para roubar celular em Ceilândia

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou um agente de polícia e outros dois homens por integraram associação criminosa especializada em roubos de aparelhos celulares. A investigação foi realizada pelo NCAP e pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (CGP/PCDF). 

De acordo com a denúncia, o policial e seus comparsas, sempre a bordo de um veículo preto, trafegavam por vias públicas de diversas cidades satélites do Distrito Federal e ostentavam distintivos e camisetas da Polícia Civil, além de armas de fogo. Ao escolherem a vítima, simulavam uma abordagem policial e tomavam seus aparelhos celulares. Eles diziam às vítimas que, caso quisessem o aparelho de volta, teriam que buscar na delegacia de região mediante apresentação da respectiva nota fiscal. Ao chegarem à delegacia, as vítimas percebiam que tinham sido enganadas.

Os três já respondem por outros dois roubos cometidos no Recanto das Emas, também mediante simulação de abordagem policial e subtração de celulares de pedestres.

Ao todo, foram comprovados ao menos 10 roubos praticados em 2017 nas cidades de Taguatinga, Ceilândia, Recanto das Emas, Samambaia, Estrutural e Santa Maria.

O Juiz da 4ª Vara Criminal de Brasília, ao analisar a denúncia, determinou que o policial seja afastado do cargo e não tenha contato com as vítimas e testemunhas para não atrapalhar as investigações. Também suspendeu o porte de arma de fogo, para que o agente não pratique outros crimes.

*Com informações do MPDFT

#denuncia #MPDFT #roubarcelular

0 visualização0 comentário