...
 

MPDFT e Polícia Civil cumprem mandados de busca no Detran

A Polícia Civil do DF por meio da Divisão de Repressão à Corrupção e aos Crimes Contra a Administração Pública (DICAP/CECOR) e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (PRODEP)deflagraram na manhã de hoje (22/5) a Operação  Blitzkrieg.

O objetivo é apurar crimes relacionados à contratação de manutenção e modernização do sistema de semáforos pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF).

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, em repartições do Detran e nas residências de servidores públicos supostamente envolvidos nos ilícitos.

Entre os alvos está o ex-diretor-geral do Detran Fabrício Moura, que deixou o cargo depois que as suspeitas de irregularidades vieram à tona.

Também são alvos o irmão de Fabrício, Felipe Moura, a ex-diretora-adjunta do Detran Ana Cláudia Gnone de Oliveira e o ex-diretor de Engenharia Dawton Roberto Batista Gaia.

As buscas são realizadas no gabinete do direção-geral, na direção de Engenharia e na casa dos investigados.

O Ministério Público do DF abriu investigação depois de receber uma denúncia, embasada por documentos internos do Detran.

O Ministério Público pediu ao Detran cópia do processo que levou à celebração do Contrato Emergencial nº 1/2019. Entre os documentos entregues ao MP estão áudios de supostas conversas relacionadas a uma nova licitação – mais ampla e mais cara.

As buscas visam obtenção de provas que irão subsidiar as investigações em andamento no Ministério Público e na Polícia Civil.

*Por Ana Maria Campos, do CB Poder

#Detran #DetranDF #MPDFT #PCDF

2 visualizações0 comentário