...
 

Operação da Polícia Civil prende grupo que fraudava dados de servidores

A Polícia Civil do DF deflagrou, na manhã dessa terça-feira (24), a Operação Alicantina. A ação teve o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada em praticar crimes de invasão de dispositivo informático, falsidade ideológica, falsificação de documentos, uso de documento falso, receptação e estelionato.

Sete pessoas foram presas em cumprimento a mandados de prisões temporárias. Foram cumpridos também oito mandados de busca e apreensão no Recanto das Emas, em Vicente Pires, Ceilândia, Santa Maria, no Park Way e em Taguatinga.

Os alvos principais do grupo são servidores públicos que não têm restrições no CPF e recebem um bom salário. Foram cerca de 50 vítimas que trabalham em órgãos como TCU, AGU, TJDFT, Secretaria de Fazenda e PMDF. “O bando fabricava documentos em nomes das vítimas (RG, contraqueches, comprovantes de residência), obtinha CNHs materialmente verdadeiras, mas com conteúdo falso (fotografia do fraudador) e com os papéis adulterados”, explica o coordenador Wisllei Salomão.

O grupo invadia contas de e-mail e de outros sistemas informáticos, celebrava contrato de locação de imóvel, contratava planos de telefonia móvel, abria conta corrente em bancos e solicitava cartões de crédito, contraía empréstimos pessoais, além de realizar outras transações financeiras.

Os integrantes da organização criminosa têm extensa ficha criminal e alguns deles já foram presos pela Corf. As investigações sobre a atuação do bando foram iniciadas em janeiro de 2019. O prejuízo estimado ultrapassa R$ 1 milhão.

Com informações da PCDF

#dadosdeservidores #OperaçãodaPolíciaCivil #PCDF

0 visualização0 comentário