...
 

Polícia prende envolvido na morte de inocentes após briga de gangues em Ceilândia



Policiais da 24 Delegacia de Polícia (Setor O) prenderam na tarde desta segunda-feira (27), um dos envolvidos nas brigas de grupos rivais da região que levou à morte de dois inocentes: o adolescente Christian Henrique, no dia 20 de maio deste ano, e de Maria Eduarda, de apenas cinco anos, um dia depois.

Segundo o delegado chefe da 24 DP, Ricardo Viana, Mateus Ítalo Barbosa de Oliveira, 21 anos, é acusado de ter disparado contra Christian, junto a outro comparsa já identificado, mas ainda não preso. O adolescente jogava futebol no campo sintético da QNO 17 em Ceilândia, quando foi atingido por quatro tiros disparados por Mateus. Ele morreu no local.

O delegado explica que isso ocorreu porque há disputas entre grupos rivais da QNO 17 e da 18. Dois menores que fugiram do sistema penitenciário e faziam parte do grupo do primeiro grupo deram uma surra em um outro menor do segundo grupo no dia 18 de maio.

Para vingar o pessoal da 18, no dia 20 de maio, Mateus e seu comparsa foram ao campo sintético, que fica na quadra 17 e atiraram em Christian. Porém, como retaliação, integrantes da gangue da QNO 17 foram à quadra rival, na 18, e atiraram em Maria Eduarda, na intenção de ferir o irmão da jovem, confundido com um integrante da organização criminosa. A menina também morreu. Apesar de ter identificado Mateus na época da prisão dos acusados em atirar em Maria Eduarda, a Polícia Civil não tinha a localização exata de onde ele estava. “Havia uma informação de que ele estava no Piauí e que iria voltar a Brasília, neste fim de semana, para cuidar de um pare te que está doente. Na tarde de ontem, a Polícia conseguiu prendê-lo assim que e ele voltava dessa casa”, afirma o delegado Ricardo. (Com informações do Jornal de Brasília e PCDF)


#HomicídioemCeilândia

0 visualização0 comentário