...
 

Startup brasiliense Trampay lança primeiro ponto de apoio para motoboys

Startup brasiliense inicia projeto de impacto social para motoboys e motogirls em Brasília e pretende expandir pontos em todo o território nacional


A Trampay inaugura o primeiro ponto de apoio dedicado a pessoas que trabalham como entregadores utilizando suas motocicletas, bicicletas e patinetes. Após pesquisas que revelaram uma situação de vulnerabilidade, exposição e pouca dignidade no cotidiano desses profissionais, a startup brasiliense de benefícios para autônomos e informais, decidiu criar o projeto que levará ao país diversos pontos de apoio, um modelo gratuito e independente de aplicativos e empresas de entrega, sendo o primeiro deles em Brasília, localizado no Auto Posto Original 414 Asa Sul, e previsão de mais cinco deles na capital federal e depois para as capitais e principais cidades brasileiras.


"Trata-se de um projeto nacional de impacto social e dignidade para os entregadores. Entendemos que oferecer, gratuitamente, aos profissionais melhores condições na sua jornada de trabalho", conta Jorge Júnior, CEO e Co-fundador da Trampay. "A falta de estrutura para eles que estão na rua o dia todo, faz com que acabem descansando e se alimentando sentados nas calçadas, sem banheiro, sem conseguir energia para carregar o celular e sem poder levar aquela marmitinha", explica o executivo.


Ainda de acordo com Jorge, não ter onde deixar ou esquentar uma refeição ou lanche, implica aumentar o custo para o entregador. Por isso, o ponto de apoio é gratuito, independente, ou seja, aceita prestadores de serviço autônomos e de todas as empresas, plataformas e aplicativos.


O primeiro local é modelo para os demais que virão ainda em 2021, conta com wi-fi, copa, banheiro, mesas e cadeiras, tudo com livre acesso para mais de 20 mil entregadores e motoboys de Brasília que necessitarem utilizar do local.


Demanda latente da categoria, os pontos de apoio para entregadores e motoristas de aplicativos, que se tornou a lei nº 6.677/2020 em Brasília e diz que empresas de logística devem fornecer local adequado de suporte em todas as regiões da cidade. Segundo Jorge, a capital federal é a primeira do Brasil a garantir direitos para a categoria, principalmente para entregadores, e já houve multa para empresas que descumpriram essa determinação.

De acordo com Tiago Ribeiro, sócio e CFO da Trampay, a startup como uma plataforma B2B2C, tem como objetivo, necessariamente, conectar e resolver problemas sentidos pelas empresas e pelos parceiros. Pelas empresas foi possível apurar uma enorme fragilidade jurídica, um altíssimo índice de turnover e um desconhecimento de formas de engajamento e reconhecimento de maneira eficaz, o resultado disso são multas milionárias recorrentes, instabilidade e ruído com os parceiros que fazem a máquina girar. Já do lado dos entregadores e motoristas uma carência de estrutura básica e vulnerabilidades arriscando suas vidas não só no trânsito, mas, principalmente, com a pandemia. Somado a isso, falta de perspectivas, humilhações rotineiras e a inflação e preço das coisas correndo todo seu ‘trampo’.

"Talvez estejamos diante do maior problema de relacionamento trabalhista: de um lado mais de 6 milhões de motoboys e motoristas de aplicativo e do outro, as plataformas que conversam digitalmente, mas que precisam entender também as subjetividades e esse é o nosso ‘trampo’. Para os motoboys, motogirls e motoristas estamos entregando de volta o sorriso e o reestabelecimento de dignidades e, para as empresas, uma forma de resolver o problema de maneira tangível e idônea", completa Tiago.

Nas pesquisas da Trampay, um aspecto importante também surgiu que é a vulnerabilidade à violência a que são expostos os entregadores. No caso das mulheres é ainda mais delicado, uma delas pontuou a importância de um local limpo para higiene e outra relatou que foi assaltada enquanto estava numa calçada durante o intervalo entre uma entrega e outra.


"Para nós os pontos de apoio são a materialização da proposta de valor e do propósito da Trampay. Especialmente porque adotamos o ODS 8 do Pacto Global da ONU, que fala sobre trabalho decente e crescimento econômico para todos. Nosso trabalho é pela dignidade e transformação da vida das pessoas, vai muito além de descontos, benefícios e vantagens", conta Jorge Júnior. "Teremos mais cinco pontos de apoio em Brasília até o final do ano e já temos planos para mais cidades e capitais no Brasil todo a partir de 2022", revela Jorge Júnior.

O ponto de apoio Trampay no Auto Posto Original 414 Asa Sul já está em funcionamento e pode ser utilizado das 10h às 20h de domingo a domingo, inclusive feriados.



Sobre a Trampay

A Trampay é uma fintech de impacto social que funciona como plataforma de benefícios para o trabalhador, colaborando com empresas na oferta de um modelo concreto e plural para os funcionários e, assim, proporcionar maior economia e aumento em qualidade de vida. A plataforma atua com serviços personalizados tanto para fornecedores quando para empresas parceiras e oferece, através de uma carteira virtual, ferramentas que tornam transações mais fáceis e rápidas. A Trampay conta com uma rede de fornecedores locais e nacionais em diversas categorias como: Farmácias, Consultórios médicos, Laboratórios, Restaurantes, Entretenimento, Educação, entre outros. Mais que desconto, a Trampay é investimento em satisfação e engajamento de colaboradores e redução de turn over para empresas de todos os portes. https://www.trampay.com.br

68 visualizações0 comentário