Casos de dengue sobem mais de 1.000% e DF já registra 16 mortes

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Em um ano, os casos de dengue no Distrito Federal aumentaram mais de 1.000%, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde. Até 11 de maio deste ano, o DF teve 19.812 registros da doença, ante 1.676 casos no mesmo período de 2018.

Além disso, foram contabilizadas 16 mortes em decorrência da dengue, contra apenas um óbito nos cinco primeiros meses do ano passado. Ceilândia é a região administrativa com a maior quantidade de notificações da doença (1.009), seguida por Planaltina (645) e Paranoá (516).

Do total de contabilizações, a SES diz que 17.304 são de casos prováveis. De acordo com a pasta, também houve outras 30 ocorrências graves em que as pessoas sobreviveram e 279 casos de dengue com sinais de alarme.

O diretor de Vigilância Epidemiológica, Délmason Carvalho, alega que o aumento de registros da doença se dá por conta da predominância, neste ano, do vírus tipo II, bem mais agressivo que o do tipo I.

“Isso acontece porque a gente vinha tendo apenas o tipo I e, assim, acumulávamos pessoas com anticorpos, diminuindo a quantidade de pessoas suscetíveis ao vírus. Quando começa a circular um vírus diferente, mais pessoas têm maior probabilidade de ser contaminadas, e aí ocorre uma epidemia”, explica. (Por SindSaúde-DF)

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: