Ceilândia terá hospital de campanha com 60 leitos

Ceilândia terá hospital de campanha com 60 leitos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O governador Ibaneis Rocha anunciou, durante visita às instalações do hospital de campanha no Mané Garrincha nesta terça-feira (11), a construção de uma unidade hospitalar em Ceilândia, especializada também no tratamento de Covid-19, com mais 60 leitos. No futuro, quando a pandemia passar, o local deverá acomodar uma estrutura voltada para o atendimento materno-infantil.

A ampliação de leitos faz parte de uma estratégia de vanguarda no País adotada pelo GDF, primeira Unidade da Federação a decretar o isolamento, iniciado nas escolas públicas.

“Estamos procurando internar a pessoa infectada com a Covid-19 antes mesmo de a doença se agravar. Existe um estudo desenvolvido por nossos especialistas em saúde que diz que, quando você acompanha a pessoa no período de 48h a 72h e percebe que o paciente manteve a respiração constante durante três dias, ele pode receber alta porque não vai ter um agravamento na doença”, explicou o governardor.

Quanto ao fato de a Covid-19 ter chegado em cidades distantes do centro de Brasília, como em Samambaia, que ocupa a terceira posição no ranking do DF, o chefe do Executivo disse que sua equipe já estava preparada para esse avanço sobre as regiões administrativas.

“Isso era esperado. Quando interrompemos o fluxo de pessoas nas cidades, sabíamos que a doença chegaria primeiro no Plano Piloto, no Lago Sul e que, depois, iria se estender para as regiões administrativas. Isso não está fora da nossa perspectiva. O rito de leitos vem seguindo exatamente nesse sentido. Temos um número grande de pessoas curadas. Por isso, estamos tranquilos nesse avanço”, esclareceu.

Comércio

Sobre a abertura do comércio, o governador voltou a afirmar que tem segurança da medida anunciada na semana passada, que é a de abertura do comércio a partir de 18 de maio. “Estamos preparados para isso. Em conjunto com o estado de Goiás, estamos desenvolvendo um plano para auxiliar as prefeituras do Entorno. Pretendemos ativar leitos de UTI e Enfermaria e vamos fazer uma compra internacional de testes para aplicar em toda a população do Entorno que vem para cá comprar em nossas lojas ou até mesmo trabalhar nelas”, concluiu.

LEIA TAMBÉM -   BRB e Flamengo firmam parceria para novo banco digital

Além disso, a Secretaria de Saúde vai enviar testes rápidos para as prefeituras das cidades da Região Metropolitana – que fazem divisa com a capital federal – para uso na população.

*Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: