DF registra mais de 30 mil casos suspeitos de dengue este ano; 31 pessoas morreram

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Distrito Federal enfrenta uma das maiores epidemias de dengue de todos os tempos, com mais de 31 mil casos suspeitos e 31 mortes desde o início do ano, duas confirmadas nos últimos quinze dias.

Mas apesar disso, a partir do dia 1 de julho, as sete tendas de hidratação, que atendiam pessoas com suspeita da doença, não vão mais funcionar.

Quem apresentar algum sintoma típico da dengue, deverá procurar a rede pública de saúde.

O subsecretário de atenção a saúde, Ricardo Ramos, aponta as localidades.

As tendas de hidratação atenderam mais de 8 mil pessoas na primeira semana de funcionamento, em 25 de maio.

Nos últimos 15 dias deste mês, cinco mil pessoas com suspeita de dengue passaram por esses locais.

A Secretaria de Saúde afirma que decidiu fechá-las porque a procura de pacientes diminuiu.

A Secretaria informou que, apesar da epidemia de dengue, os números de casos vem caindo.

Mas, o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valério Martins, explica que o Distrito Federal ainda não está livre da doença.

A autônoma Alzira Machado pegou dengue duas vezes.

Na última, ficou duas semanas de cama, sem conseguir comer. A doença fez a pressão arterial de Alzira descer a um nível baixíssimo.

Para evitar que novos focos do Aedes Aegypti surjam, o GDF promete intensificar, neste segundo semestre do ano, as visitas domiciliares, o uso do fumacê e a colocação de armadilhas para capturar os mosquitos.

Apenas no primeiro semestre, a Secretaria de Saúde capturou mais de 12 mil amostras de larvas do inseto.

E se com o fechamento das tendas de hidratação, você tiver dificuldade para receber atendimento poderá ligar para o número 199. Esse canal de comunicação também servirá para receber denúncias de focos do mosquito.

EBC Radioagencia

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: