Distritais sustam portaria que impedia prescrição de remédios por enfermeiros

Rede pública de saúde oferece tratamento homeopático gratuito

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O projeto de decreto legislativo que susta os efeitos da Portaria nº 67/20 – a qual suspendeu a autorização de enfermeiros prescreverem medicamentos, bem como solicitarem exames, na rede pública de saúde do Distrito Federal – voltou à pauta de votações da Câmara Legislativa nesta terça-feira (11). Por unanimidade, os 16 deputados presentes em plenário aprovaram o PDL nº 90/20, do deputado Jorge Vianna (Podemos).

O distrital, que é da área da saúde, agradeceu o apoio dos colegas e disse que o objetivo da proposta “não é afrontar o governo ou qualquer outra categoria profissional”. “Na prática, os enfermeiros já prescrevem medicamentos, apoiados por regulamentação federal e protocolos estabelecidos na área de saúde”, explicou. A suspensão da portaria, ainda segundo ele, vai permitir que o governo redija uma outra, “com redação mais clara”.

Médica de formação, a deputada Arlete Sampaio (PT) explicou que a Portaria nº 67/20 suspende uma outra portaria, a 33/20, “que extrapola os limites da prática de enfermagem”. “Vou votar a favor do PDL com o acordo de o governo elaborar outro normativo, com texto que não gere dúvidas”, reforçou.

*Com informações da CLDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: