Hospital modular, em Ceilândia, é entregue à população

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
A cidade mais populosa do DF vai ganhar também hospital de campanha, que quando a pandemia passar será unidade Materno-Infantil

Ceilândia ganhou um novo hospital nesta segunda-feira (13). A unidade modular, anexa ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), conta com 54 módulos hospitalares refrigerados com 73 leitos – sendo três com suporte de ventilação mecânica –, distribuídos em uma área de 1.015 m². Uma rampa faz a ligação entre essa unidade e o Hospital Regional da cidade, facilitando o atendimento à população.

O projeto começou a ser construído em 10 de junho e foi entregue após 33 dias. A unidade, que entra em funcionamento hoje (13), tem como objetivo atender à população da cidade infectada pelo novo coronavírus (Covid-19) e reduzir a incidência da doença na região administrativa, local com a maior quantidade de casos no DF.

Além do hospital modular, Ceilândia ganhará ainda um hospital de campanha – a ordem de serviço foi assinada durante entrega do Hospital Modular –, como reforço das ações do Governo do Distrito Federal (GDF) em prol da saúde.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

A unidade terá 60 leitos, sendo 20 com suporte respiratório e 40 de enfermaria em uma área de 2.115,72 m² na QNN 27, Área Especial, Lote D. Após a pandemia, ela será transformada em uma unidade materno-infantil.

Também em andamento está a construção da nova UPA da região administrativa, na Expansão do Setor O – QNO 21, AE D. Ela será uma das sete novas unidades no DF, administradas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). As outras estão sendo construídas em Brazlândia, Paranoá, Gama, Ceilândia, Riacho Fundo II, Planaltina e Vicente Pires.

LEIA TAMBÉM -   Participar das políticas públicas educacionais está na meta de professores, segundo pesquisa

Vale lembrar que Ceilândia já dispõe de uma UPA, localizada na QNN 27, Área Especial D. Esta foi reformada no ano passado e está em pleno funcionamento.

*Com informações da Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: