MPDFT pede informações sobre a capacidade dos hospitais do DF

MPDFT pede informações sobre a capacidade dos hospitais do DF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Com a previsão de reabertura do comércio em 3 de maio e retorno das aulas em 31 de maio, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) está preocupado com a capacidade dos hospitais da cidade para atender os contaminados pela Covid-19. Nesta segunda-feira, 27 de abril, foram enviados dois ofícios ao secretário de Saúde, Francisco Araújo Filho, com pedido de informações sobre leitos nas unidades privadas e projeção de disponibilidade na rede em geral.

Os documentos foram encaminhados pela força-tarefa do MPDFT que acompanha as ações de prevenção e combate à pandemia, com prazo de três dias para a resposta. O primeiro deles trata da situação da rede privada de saúde. Procuradores e promotores de Justiça querem saber quantos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para adultos há nos hospitais privados, quantos deles estão reservados para o tratamento de Covid-19 e, destes, quantos estão ocupados. As informações devem ser fornecidas por unidade de saúde.

O MPDFT também pediu informações sobre a quantidade de  leitos intermediários, com suporte respiratório. Outro questionamento é sobre a projeção de aumento da capacidade de atendimento no período de retorno das atividades econômicas e escolares e se existe projeto de regulação em caso de insuficiência desses leitos.

Com a maior circulação de pessoas, a tendência é que aumente a contaminação pela Covid-19  e mais pessoas precisem de cuidados médicos. No segundo ofício, o MPDFT pede informações detalhadas sobre as unidades de terapia intensiva e  sobre as projeções para a expansão desses leitos, tanto na rede pública quanto na privada.

A força-tarefa também pediu informações de testagem, curva epidemiológica e índice de isolamento social do período antes da reabertura do comércio e após a volta das atividades econômicas. A Secretaria de Saúde também deve informar quais órgãos da estrutura do GDF serão os responsáveis pela fiscalização das medidas impostas aos estabelecimentos no Plano de Reabertura.

LEIA TAMBÉM -   Sisu 2021: inscrições começam hoje; confira como participar

*Com informações do MPDFT

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: