Prematuros do Hospital Regional de Ceilândia posam com fantasias da Disney

Prematuros do Hospital Regional de Ceilândia posam com fantasias da Disney

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Um mini Mickey Mouse daqui. Uma Minnie de sapatinho vermelho dali. A Pequena Sereia também marcou presença. E assim, o mundo encantado da Disney invadiu a UTI Neonatal do Hospital Regional de Ceilândia (HRC),  nesta quarta-feira (30), em mais uma edição do projeto Ensaio Fotográfico em comemoração ao Dia Mundial da Prematuridade, celebrado em 17 de novembro. E mais recém-nascidos também serão clicados.

Os primeiros dez bebês fotografados estão internados na Unidade de Cuidados Intermediários (Ucin), considerados estáveis. Um deles, Henri Rodrigues, nasceu há pouco mais de 30 dias, quando a mãe, Mariane Rodrigues,  estava com 31 semanas de gestação. 

De orelhinhas e rabinho do ratinho mais famoso da Disney, o pequeno ficou comportado para ser fotografado por um dos profissionais voluntários do projeto.

“Achei ótima essa ideia, porque mostrará às pessoas, aí fora, como é a realidade do bebê prematuro aqui dentro”, observa Mariane Rodrigues. 

Ela conta que tanto as fotos quanto a confecção das fantasias ajudaram a passar o tempo. “Mesmo recebendo um cuidado maravilhoso de toda a equipe daqui,  a gente está em um ambiente hospitalar”, frisa a mãe do Henri.

E estabelecer uma atividade para ocupar o tempo é justamente um dos objetivos do projeto. “É, também,  uma forma de envolver a mãe numa ligação afetiva, com ela elaborando algo para o seu bebê”, observa a psicóloga da unidade e uma das tutoras do Método Canguru,  Denise Percilio. “Poderíamos confeccionar, mas qual seria o sentido de entregarmos uma fantasia pronta para a mãe? Esta é a função dos grupos terapêuticos, criados para dar sentido ao tempo”.

 Com apenas 18 anos de idade, Maria Eduarda Rodrigues sentiu esse vínculo crescer a partir da sessão  de fotos. Mamãe de primeira viagem, teve o parto antecipado em oito semanas. 

Seu bebê tem 13 dias de nascido e ainda ficará por um tempo no hospital,  até ganhar peso. Com orelhinhas e nariz do Mickey, o pequeno posou tranquilo no colo da mãe. “Achei muito legal essa iniciativa.  Assim, terei fotos bem bonitas com meu filho”, disse.

Fazer uma sessão de fotos com recém-nascidos já dá trabalho. E dentro de uma unidade hospitalar de cuidados especiais torna-se ainda mais difícil. Os materiais usados devem ser todos higienizados, pois os bebês usam sonda e são  muito pequenos. 

Por isso, a participação da equipe interdisciplinar  é imprescindível. A força-tarefa para a concretização do projeto teve a colaboração dos estagiários do hospital, que se ofereceram ajudar.

“Essa é uma ação da equipe de tutoras do Método  Canguru, formado por médicos, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, enfermeiro e psicólogo. Não seria possível fazer tudo isso sem a ajuda de todos os profissionais”, ressalta Denise Percilio.

Os fotógrafos, todos voluntários, cedem seu tempo e as fotos impressas para cada mãe fotografada. “A sensação é maravilhosa. A gente sai daqui renovada, vendo como a vida é frágil. Para a gente, é tão simples, mas há famílias aqui que não teriam foto profissional do bebê como estamos fazendo”, argumenta Ale Nardes, fotógrafa especializada em cliques de recém-nascido. Ela é uma dos cerca de dez profissionais que atuam no projeto do HRC.

Foto: Secretaria de Saúde/Divulgação

O ensaio fotográfico dos prematuros do HRC começou em 2016, quando a enfermeira da unidade, Mariana França, viu fotos de recém-nascidos em um site americano e levou a ideia para os médicos do hospital e para o marido, que é fotógrafo e mobilizou alguns amigos.

Desde então, já são quatro anos enfeitando os prematuros e fazendo fotos dos pequenos. Na primeira edição, os super heróis entraram em cena. No ano seguinte, Safari Baby foi o tema escolhido. Ano passado, foi o circo e, agora, o incrível mundo da Disney.

Nesta quinta-feira (31), uma nova sessão de fotos será realizada, com oito bebês internados na UTI Neonatal. Além de entregar as fotos impressas às famílias, haverá uma exposição do material em evento preparado para o Dia da Prematuridade, no HRC, na manhã de 18 de novembro.

* Com informações da Secretaria de Saúde

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: