Reformas na UBS 8 de Ceilândia beneficiarão 28 mil no P Norte

Reformas na UBS 8 de Ceilândia beneficiarão 28 mil no P Norte

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Começaram as reformas na Unidade Básica de Saúde 8 de Ceilândia, localizada na EQNP 13/17, Área Especial, Setor P Norte. Toda a estrutura da UBS será revitalizada em cerca de 120 dias, conforme a previsão do andamento das obras. Os trabalhos ocorrem para garantir melhores serviços e um atendimento mais humanizado aos cerca de 28 mil habitantes contemplados pelas áreas de cobertura das seis equipes de Saúde da Família que atuam no local.

Os serviços incluem reparo das redes elétrica e hidráulica, pintura, ampliação dos consultórios, reforma de portas danificadas, recuperação de esquadrias, construção de paredes e divisórias e instalação de novas portas de acesso, entre outros serviços. “[A UBS 8] tinha mais de 30 anos, e só no governo Ibaneis houve alguma melhoria”, comemora o líder comunitário Edson Batista, morador do P Norte. “Esse tipo de obra beneficia muito a comunidade, que só tem a agradecer.”

Enquanto as obras estão em andamento, o atendimento à população foi remanejado para a UBS 11 da cidade, localizada na EQNO 17/18, do Setor O.  “Pedimos a compreensão de todos os pacientes nesse período, pois sabemos que mudar a rotina não é uma tarefa fácil, mas essa mudança é necessária para melhorar toda a estrutura da unidade, além de garantir mais conforto e qualidade nos atendimentos prestados à população”, ressalta a gerente da UBS 8,  Cristiana Gonçalves.

Contrato com o BNDES

Iniciativa do GDF em parceria com o Instituto Tellus, o projeto para reformar a UBS 8 tem patrocínio de uma empresa privada, previsto em contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para a obra, especificamente, serão investidos cerca de R$ 759 mil.

“É um projeto mais completo que, além de revitalizar a infraestrutura, também vai melhorar a qualidade do atendimento para o usuário”, informa Marco Willian, gerente do projeto pelo Instituto Tellus. “Os servidores receberam treinamentos para ampliar as práticas de atendimento humanizado à população.”

LEIA TAMBÉM -   Hospital Regional de Ceilândia volta a atender pacientes na Cirurgia Geral e Ortopedia a partir de segunda

A iniciativa reúne profissionais e usuários para identificar as possibilidades de oferecer mais humanização no atendimento, implantação de um novo modelo de prestação de serviços, envolvendo aspectos de organização de fluxos de trabalho e comunicação visual. Encontros e pesquisas para escutar a população e os servidores da Secretaria de Saúde (SES) apoiaram as definições do projeto.

Serviços continuam

Enquanto as obras continuam, as equipes de Saúde da Família e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) prestam atendimento à comunidade da área abrangente da UBS 8 na UBS 11. Outro serviço que já foi transferido é o da farmácia, com a dispensação de medicamentos ocorrendo em um espaço preparado especialmente para essa função. Esse remanejamento envolveu o trabalho de cerca de 70 servidores.

Além disso, todas as informações estão sendo prestadas aos usuários de ambas as unidades para garantir que a população não seja prejudicada com a mudança. Também foram afixados cartazes e faixas informativas nas duas instalações e nas vias próximas. Caso necessite de mais esclarecimentos, o cidadão pode procurar a gerência da unidade.

Com informações da SES

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: