Tendas de hidratação atendem quase 11 mil pessoas com suspeita de dengue

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As dez tendas de hidratação espalhadas por todo o Distrito Federal atenderam, até segunda-feira (3), 10.908 pessoas. Destas, 7.452 estavam com suspeita de dengue, 2.057 receberam hidratação ou medicação e 243 foram levados para hospitais.

“Em dez dias de tendas, atendemos mais de mil pessoas por dia. Dessas, mais de 70% são queixas de dengue, de pessoas estão tendo onde procurar atendimento. A partir do término das chuvas e início do período de seca, esse número começa a reduzir e traçamos as estratégias para o próximo período de chuvas”, afirmou o coordenador de Atenção Primária da Secretaria de Saúde, Elissandro Noronha.

Na avaliação do subsecretário de Atenção Integral à Saúde, Ricardo Ramos, as tendas contribuem para resolver os casos mais simples em relação à dengue, o que desafoga os atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e hospitais.

“O grande ganho das tendas é resolver mais de 98% dos casos mais simples. Quando precisam, os pacientes podem ser reavaliados na própria tenda. Logo, isso desafoga a porta dos hospitais e outros níveis de atenção à saúde. Com esses quase 11 mil atendimentos, foram 11 mil serviços a menos em outros locais”, pontuou Ramos.

EXEMPLOS – Um exemplo do efeito positivo causado pelas tendas foi dado pelo diretor do Hospital Regional do Guará (HRGu), Jean Ponciano. Conforme os dados apresentados pelo gestor, depois que a tenda na Candangolândia foi transferida para perto da UBS 1 do Guará, na semana passada, a taxa de ocupação na clínica médica do HRGu reduziu em 34,25%.

“Acreditamos que esse resultado seja a mesma repercussão de todas as tendas, especialmente as do Guará e da Estrutural, que atendem pessoas que costumam procurar o HRGu”, ressaltou.

LEIA TAMBÉM -   Polícia prende motorista que atropelou três adolescentes em Ceilândia

Segundo a diretora de Atenção Primária da Região de Saúde Central, Fernanda Ramos, a situação foi semelhante no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), depois que foi instalada a tenda no Varjão.

“Houve uma redução de 12% da procura da população no Hran, em relação à dengue, desde que colocaram a tenda no final de maio. Percebemos, também, que os pacientes retornam ao local onde foram atendidos para ver se tudo está bem”, informou.

Outras localidades foram igualmente beneficiadas. “Atualmente, as duas tendas da Região de Saúde Norte já acolheram e atenderam praticamente cinco mil pacientes. É inquestionável o impacto positivo nas UBS, UPAs e hospitais. Agradeço imensamente aos nossos gestores e servidores, que não têm medido esforços para atender a população”, declarou Ricardo Mendes, superintendente da Região de Saúde Norte, que engloba Sobradinho e Planaltina.

LOCAIS – Desde 25 de maio seis tendas estão funcionando todos os dias da semana no Distrito Federal, das 7h às 19h, localizadas no Varjão, Candangolândia (mudou para o Guará), Itapoã, Planaltina, Estrutural e Sobradinho II. Posteriormente, outras quatro foram abertas: uma em Samambaia, duas nas UPAs de Ceilândia e em São Sebastião, e outra em Brazlândia.

Nos locais, escolhidos estrategicamente, de acordo com a incidência de casos de dengue, a assistência está sendo prestada por profissionais de saúde, que dão rápida resposta ao cidadão que busca atendimento.  Nesses centros, são oferecidas as hidratações oral e venosa, e o diagnóstico clínico, que é soberano.

Confira os endereços de cada tenda:

Varjão – UBS 1 – Vila Varjão, quadra 5, nº 5, conjunto A, lote 17

Guará – UBS 1 – QE 6, lote C – Área Especial S/N, Guará I

LEIA TAMBÉM -   Anvisa fará consultas públicas sobre regulamentar a Cannabis medicinal

Itapoã – UBS 1 – quadra 378, Área Especial, Del Lago

Planaltina – Estacionamento do Hospital Regional de Planaltina (HRPL)

Estrutural – UBS 1 – Área Especial 2, Avenida Central

Sobradinho 2 – UBS 2 – rodovia 420, Setor de Mansões N01

Samambaia – Estacionamento do Hospital Regional de Samambaia (HRSam)

Ceilândia – UPA – QNN 27, Área Especial D

São Sebastião – UPA –quadra 102, conjunto 1, lote 1

Brazlândia – Estacionamento do Hospital Regional de Brazlândia (HRBz)

Agência Saúde

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: