UPA de Ceilândia passa a contar com base de dados para melhorar atendimentos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Neste mês de julho, a UPA de Ceilândia, o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e demais Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) também passaram a contar com um auxílio importante para escolha de condutas clínicas. O acesso à base de dados UpToDate foi estendida, promovendo melhora no atendimento para 1155 leitos no Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF).

De acordo com o diretor de Ensino e Pesquisa do IGESDF, Everton Macêdo, a cada consulta do profissional de saúde nessa plataforma, decide-se pelo melhor cuidado com forte base técnica.


“Através desse sistema, somente no mês de junho deste ano, estivemos ao lado de nossos profissionais em mais de 6 mil atendimentos realizados”, destaca Everton.

Conforme explica o gerente da Escola-Base de Saúde Pública do IGESDF, Laércio Luz, o UpToDate é uma ferramenta de busca por evidência científica e conta com informações de 26 especialidades médicas, atualizadas frequentemente por um corpo clínico de autores, editores e revisores reconhecidos mundialmente.

“O recurso pode ser acessado de todos os computadores do IGESDF ou de celulares e tem como objetivo apoiar o profissional de saúde no momento de tomada de decisão clínica. Em média, são realizadas 7000 buscas por mês no UpToDate, principalmente pela equipe de colaboradores e por residentes”, salienta o gerente.

Laércio explica que, ao consultar o UpToDate, o profissional recebe as informações médicas mais recentes e com recomendações confiáveis, baseadas em evidências, proporcionando um atendimento de excelência e a atualização constante dos colaboradores.

“O uso da ferramenta reduz o risco de erros, proporciona a oferta do melhor tratamento disponível, a melhora na qualidade e a redução de custos”, complementa Laércio.

O diretor-presidente do IGESDF, Francisco Araújo, avalia que o uso do sistema permite que as unidades de saúde operem com o menor número de erros possível e ofereçam o melhor tratamento, possibilitando menos reinternações.

“Essa base de dados contribui para que o atendimento seja de excelência e para que os profissionais se atualizem constantemente. O resultado disso é uma melhor qualidade com redução de custos. E isto é exatamente pelo que o IGESDF trabalha, saúde de qualidade para a população com investimentos adequados”, finaliza Francisco.

O UpToDate – O recurso é utilizado no DF por hospitais como a rede Sarah Kubitschek e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), gestora do Hospital Universitário de Brasília. No país, mais de 40 escolas de medicina também já usam o serviço há 10 anos, entre elas, algumas públicas, como a Universidade de Campinas (Unicamp). O recurso permite ainda, realizar consulta de informações sobre interações entre medicamentos e entre medicamentos e ervas com o programa do UpToDate.

Com informações do IGES-DF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: