UPA de Ceilândia receberá novos profissionais

DF perde R$ 1,5 mi por mês do Ministério da Saúde para custeio de UPAs

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) recebeu nesta quinta-feira (04), 92 novos colaboradores. Os profissionais participaram de integração no auditório do Hospital de Base (HB) e, posteriormente, foram encaminhados para as unidades onde desempenharão suas funções.

“Estamos cumprindo mais uma etapa do nosso processo seletivo e pouco a pouco estamos recompondo as equipes com o objetivo de melhorar a qualidade dos nossos serviços e, consequentemente, o atendimento à população”, afirmou Francisco Araújo, presidente do IGESDF. Para ele todas as etapas do processo seletivo são importantes e fundamentais para contratar profissionais capacitados e comprometidos com o novo modelo de gestão proposto pelo Instituto.

A recepção foi de técnicos em enfermagem, enfermeiros, fisioterapeutas médicos pediatras, assistentes sociais e psicólogos hospitalares.

“Os profissionais recebidos serão lotados no HB, Hospital de Santa Maria (HRSM) e também nas UPAs de Sobradinho, Ceilândia e Núcleo Bandeirantes”, explica a responsável pelos treinamentos da Gerência de Desenvolvimento Humano do IGESDF, Kely Cristina Aparecida Geraldo da Silva.

Eduardo Corrêa apresentou o setor de Compliance para os novos colaboradores

Durante a integração, um dos momentos foi a apresentação do setor de Compliance, que serve para orientar os colaboradores a agir em conformidade com normas e leis dentro do IGESDF.

“Essas programações são importantes para que os novos colaboradores conheçam as políticas do Instituto, por isso, fazemos a apresentação do Compliance para explicar aos contratados que contamos com esse setor que trabalha, principalmente, de maneira preventiva a fim de que todos os processos profissionais se cumpram de maneira adequada e ética em todos os sentidos. A ideia é proporcionar mais segurança tanto para os profissionais, quanto para a comunidade que utiliza os nossos serviços”, destaca o analista de Compliance, Eduardo Corrêa.

Fonte/IGESDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: