1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia – 15ªDP

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram



1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 252x300 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
1º Encontro Comunitário de Polícia
Comunitária de Ceilândia – 15ªDP, aconteceu nesta sexta-feira 13
(julho/2012), no auditório da Administração de Ceilândia, quando a SPCOM
ofereceu à comunidade um coquetel para celebrar este encontro memorável
e inédito.

A 15ªDP inova, com ousadia e atitude, em realizar o 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia.
Inovação porque jamais se teve notícia
de uma mobilização comunitária nesse nível, com o envolvimento das
maiores lideranças comunitárias da cidade: os dirigentes dos órgãos 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA2 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDPgovernamentais,
não governamentais, das ONGs, Igrejas Católicas, Igrejas Evangélicas,
Entidades de Classe, Prefeituras Comunitárias e Associações.
Ousadia porque nesse evento a SPCOM
provocou a liderança presente à iniciativa de provocar a Delegacia no
sentido de relacionamento comunitário, se comprometendo assim com a
comunidade de uma maneira abrangente.
3 PRELETOR AG.AYALA  150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP 
Estiveram presentes os representantes das seguintes instituições:
  • NUASU-Núcleo de Abordagens Sociais
  • UNB – Campus Ceilândia
  • Assoc. de Moradores de Ceilândia (Blog do Protásio)
  • Igreja Evangélica Apocalipse
  • 1ª Igreja Batista de Ceilândia
  • CRAS Ceilândia Sul
  • CRAS Ceilândia Norte
  • BRB
  • Grupo Atitude
  • APAED – Ass. de Paes e Amigos dos Excepcionais
  • Igreja Sara Nossa Terra
  • Igreja Batista das Nações
  • Paróquia Nossa Senhora da Glória
  • Ministério Vida e Plenitude
  • SENAC Ceilândia
  • Igreja Batista Ebenezer
  • Síndicos Ceilândia
  • UNODC – Nações Unidas
  • ASMOG – Ass. de Moradores da Guariroba
  • CUFA/JOVEM DE EXPRESSÃO
  • DIPCOM – Div. de Polícia Comunitária da PCDF
  • Portal de Ceilândia
  • Igreja do Nazareno/Min. Redenção
  • Administração de Ceilândia – Dir. Social
  • Blog do Protázio
O cerne da mensagem foi a não aceitação
da violência e o não conformismo no sentido de atuarmos em núcleos
pequenos da comunidade na parceria 8 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDPPOLÍCIA/COMUNIDADE, levando conscientização, conhecimento e cidadania com o
objetivo final de viabilizarmos o desenvolvimento social tornando a
cidade de Ceilândia mais “humana”, mudando a atmosfera violenta para uma
atmosfera de paz.
O preletor foi o Chefe da SPCOM – Seção
de Polícia Comunitária da 15ªDP, Agente Wagner Ayala, o qual
compartilhou o que se segue:
SEGURANÇA PÚBLICA9 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
ART.144 DA CONSTITUIÇÃO
A Constituição Federal no seu Art. 144,
define as 5 (cinco) Polícias que tem existência legal, não deixando
qualquer dúvida a respeito.
O mesmo Art. 144, diz que a segurança pública é direito e responsabilidade de todos, o que nos leva a inferir que além dos policiais, cabe a qualquer cidadão uma parcela de responsabilidade pela segurança.10 Srª Roseli SENAC 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
PCDF – POLÍCIA JUDICIÁRIA
A polícia judiciária é
um órgão da segurança do Estado que tem como principal função apurar as
infrações penais e a sua autoria por meio da investigação policial,
procedimento administrativo com característica inquisitiva, que serve,
em regra, de base à pretensão punitiva do Estado formulada pelom Ministério Público, titular da ação penal.11 Ger.RODRIGO BRB 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
PMDF – POLÍCIA OSTENSIVA
A atividade de policiar
consiste resumidamente em fiscalizar comportamentos e atividades,
regular, ou manter a ordem pública, reprimindo crimes, contravenções,
infrações de trânsito etc., zelando pelo respeito à legislação pelos
indivíduos.
15ª DP – CEILÂNDIA NORTE e CEILÂNDIA SUL12 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
ESTRUTURA:
Gabinete: Dr. MAURO LEITE PEREIRA – Delegado-Chefe
Dr. André Leite Leite      – Delegado-Chefe Adjunto
Seções:13 Dr. André Leite Delegado Chefe Adjunto 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
  • Plantão:
  • SicVio
  • SicGeral
  • SRD
  • SAM
  • 14 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDPSPCOM
  • SI
  • SAA
  • Cartório: Delegados e Escrivães
POLÍCIA COMUNITÁRIA
Polícia Comunitária é uma filosofia e
uma estratégia organizacional que proporciona uma parceria entre
população e a polícia, baseada na premissa de que tanto a polícia quanto
a comunidade devem trabalhar (juntos) para identificar, priorizar e
resolver os problemas contemporâneos, como 15 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDPcrimes,
drogas, medos, desordens físicas, morais,  com  o objetivo de molhorar a
qualidade  geral de vida da cidade. Tudo isso baseado na crença de que
os problemas sociais terão soluções cada vez mais efetivas, na medida em
que haja a participação de todos na sua identificação, análise e
discussão.
Como pressupostos  básicos da Polícia
Comunitária ressalta-se: Ação Pró-ativa, Ação Preventiva, Integração dos
Sistemas de Defesa Públicas e Sociais, Transparência, Cidadania e Ação
Educativa.
A eficiência do policiamento comunitário
é o mais novo paradigma na aplicação da lei e é uma resposta ao exausto
modelo tradicional policial.16 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
Paradigma este por que o principal foco da polícia comunitária está na prevenção e não no combate ao crime. A estatística está em vista não como fotografia para saber a demanda ao combate ao crime e sim como resultado de uma política de relacionamento da polícia com a comunidade. O resultado a buscar é a redução de tais estatísticas.
Este modelo aparece e se espalha
rapidamente nos EUA, Canadá e Europa a partir dos anos oitenta, e invade
a América Latina nos anos noventa, acompanhando alguns dos processos de
reforma da polícia na região.18 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
As características que nos levam a enxergar a eficiência do policiamento comunitário podem ser condensadas no que vem a seguir:
O policiamento comunitário não só age
sobre as variáveis tradicionalmente associadas ao trabalho policial como
criminalidade e a ordem pública, mas inclui outros, como o sentimento de insegurança, a qualidade de vida da população, a coesão social e a solidariedade, e etc.
Assim, os objetivos do policiamento comunitário também são estendidos para além da alavanca17 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP de controle criminal e da ordem pública, a polícia incorpora em seus objetivos de trabalho:
  • Identificar os problemas da comunidade e promover soluções sustentáveis, particularmente do tipo de problemas que podem auxiliar sobre a proliferação de infrações penais ou problemas de ordem pública.
  • Melhorar a sensação de segurança entre a população.19 1º ENCONTRO COMUNITARIO DE POLICIA COMUNITARIA DE CEILANDIA 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
  • Aumentar o nível de satisfação da comunidade com relação ao intervenção policial e assim estimular a participação dos cidadãos na produção de segurança através de suas iniciativas para o contato com a polícia e assim tornando as ações policiais mais eficaz para prevenir o crime.
  • Melhorar o controle social sobre policiamento.
OBJETIVOS: 22 Adelci Dir. Social da ADM Ceil 150x112 1º Encontro Comunitário de Polícia Comunitária de Ceilândia   15ªDP
  • Não se limitar a aplicação da lei e a prevenção e repressão de
    crime, mas abranger a resolução de problemas da comunidade dentro de um
    conceito mais amplo de qualidade de vida da população. 
  • Abordagem institucional exige um comportamento mais pró-ativo do
    que reativa, focando seus esforços na resolução rápida de problemas que
    pode degenerar em conflito social.
  • O foco é o desenho de estratégias locais. A unidade-Menor área
    geográfica, bairro, etc – passam formar o espaço que discute o problema
    da insegurança e estratégias planejadas para enfrentá-lo. 
Promover o estabelecimento de mecanismos
de parceria e cooperação com as autoridades políticas, serviços
públicos e privados, as mídia e à comunidade em geral. A polícia já não é
uma entidade isolada, trabalhando em um quartel típico militar (tal
como forças armadas) para combater o crime. Ela torna-se um corpo
dinâmico das iniciativas dos cidadãos que procuram impedir a prática de crime e melhorar o ambiente em que vivem
.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: