A força da rede comunitária de Ceilândia e o Sesi.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
A comunidade de Ceilândia,  por meio da mobilização organizada pela sua Rede Social e com o apoio da deputada Luzia de Paula, conseguiram manter o espaço do SESI com a aprovação da Lei n. 1.753/2013, de autoria do executivo local, que autoriza o uso das instalações do local para a implantação de escola pública de ensino médio pelo GDF.
Essa é mais uma prova que a comunidade organizada em rede é capaz de mudar a própria realidade. Parabéns a Rede Social de Ceilândia e a Deputada Luzia de Paula por mais esta conquista.
Veja abaixo a matéria na íntegra:

A LUTA DA DEPUTADA LUZIA DE PAULA TEM FINAL FELIZ PARA CEILÂNDIA – O SESI É DA COMUNIDADE.
A Câmara Legislativa aprovou na madrugada desta sexta-feira o Projeto de Lei nº 1.753/2013, de autoria do Poder Executivo, que destina a área do SESI Ceilândia para o funcionamento de um centro de ensino médio da Secretaria de Educação, em contrapartida o GDF cederá a Confederação Nacional da Indústria (CNI), dona do SESI, um terreno localizado no Setor Múltiplo De Atividades Sul – SMAS de Brasília para instalação de um instituto de formação de professores para escolas técnicas industriais de todo o território nacional.O SESI Ceilândia funcionava há muito tempo como escola de primeira qualidade, mas teve suas atividades encerradas em 2011, inclusive correndo risco de ter o seu terreno comercializado para dar lugar a prédios residenciais, e isso só não aconteceu graças a mobilização da comunidade, que teve ao seu lado a deputada Luzia de Paula, que participou da organização de manifestações contra a alteração do uso do espaço, inclusive foi de autoria dela o requerimento que resultou na realização de uma audiência pública da Câmara Legislativa do Distrito Federal, em 9 de março de 2012, no Centro de Ensino Médio nº 3, para debater o assunto.
A estrutura do SESI em Ceilândia conta com ginásio poliesportivo, piscina infantil e semiolímpica aquecida, quatro campos de futebol, espaço multiuso com capacidade para 150 pessoas. A unidade foi inaugurada em 25 de março de 1976.
O próprio governador Agnelo Queiroz comunicou a deputada Luzia de Paula que, por respeitar a relevância do trabalho realizado por ela pela manutenção do espaço para a comunidade, estava encaminhando a Câmara Legislativa um projeto de lei propondo a permuta com o SESI. A parlamentar afirma que O Distrito Federal ganha com a criação da nova escola de formação de mão de obra e Ceilândia com a manutenção de um espaço histórico para a comunidade.
Blog do Ataíde

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: