Acusada de tentar matar vizinha é condenado pelo Juri de Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou, nesta sexta-feira, 25/10, uma mulher de 30 anos acusada de tentar matar uma vizinha. Ela foi sentenciada a quatro anos de reclusão que devem ser cumpridos em regime aberto, por tentativa de homicídio (art. 121, caput, c/c o art. 14, inciso II, do Código Penal). Cabe recurso.

Consta do processo que Virgínia de Araújo Ramos teria desferido golpes contra N.S., produzindo nela lesões que, conforme laudo, geraram–lhe incapacidade para as ocupações habituais por mais de 30 dias. Segundo a denúncia, a acusada foi até o portão da residência da vítima e passou a insultar sua irmã. Após a intervenção da ofendida, Virgínia “armou-se com uma faca e passou a desferir golpes contra a vítima, lesionando-a”, sustentou a inicial acusatória.
Ouvida em juízo durante a instrução processual, a vítima afirmou que no momento dos xingamentos, a acusada já estava com uma faca e que, quando foi conversar com ela, já começou a receber facadas. Disse ainda que em razão das lesões sofridas, perdeu os movimentos de quatro dos dedos da mão esquerda.
Interrogada durante o decorrer do processo, a ré alegou que dirigiu-se à garagem de sua casa e pediu para que a vítima e sua irmã parassem de fazer barulho. Disse que a vítima teria entrado em sua garagem e passado a agredir-lhe com murros e arranhões, o que a teria levado a ir até a cozinha, tomar uma faca e desferir os golpes para de defender.
Informou o TJDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: