Acusado de atear fogo em jovem em Águas Lindas é preso no Piauí.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
O crime foi em Junho de 2012, segundo informações do delegado titular de Águas Lindas de Goiás Dr. Fernando Gama, a vítima Jonathan Pereira da Silva na época com 17 anos foi contratado por Zé Maria “um dos acusados de atear fogo no menor” para cometer um crime de homicídio, na época segundo o próprio acusado ele teria desistido e falou para o menor que não era mais para cometer o crime, ele já tinha dado ao menor cerca de R$ 9 mil reais. O crime foi encomendado pelo Zé Maria um dos acusados para matar um sócio, isso foi acertado pelo valor de R$ 20 mil reais, no entanto, o menor estaria cobrando o restante do combinado e segundo Damásio o menor teria dito que se não pagasse ele iria matar o filho de Damásio e a irmã.

Entenda o caso

O jovem Jonathan teve uma discursão com o filho de Damásio e ameaçou mata-lo, Damásio então pegou o carro e junto com um menor que estava armado e outro comparsa levaram Jonathan para as proximidades de um campo socyte que fica no setor “O”  em Ceilândia/DF as margens da BR-070, chegando lá, Damásio então falou para Jonathan se era verdade que ele tinha ameaçado o filho dele e a irmã e segundo o próprio Damásio ele teria confirmado que iria mata-los mesmos.  Damásio então pegou a arma que estava com o menor e efetuou quatro disparos contra Jonathan que caiu desmaiado, Damásio ainda teria efetuado algumas coronhadas na cabeça do menor.
Pensando que ele estava morto, Damásio junto com Zé Maria e os dois menores colocaram Jonathan dentro do carro e voltaram para Águas Lindas de Goiás onde resolveram abandonar o jovem, mas antes que isso fosse feito, Damásio teria decidido atear fogo no corpo do jovem. Quando passava em um posto de gasolina na BR-070 ele teria comprado cinco litros de gasolina e depois teria ateado fogo no jovem.
Com o corpo coberto pelas chamas, o menor sai gritado pelas ruas do setor Jardim Guíra pedindo socorro até que uma pessoa se aproximou e com uma jaqueta conseguiu apagar as chamas.
Jonathan foi levado em estado grave para o Hospital regional da asa norte (HRAN) que é referência em casos de queimaduras onde ficou internado lá por aproximadamente 80 dias, ele teve 80% do corpo queimado além de duas perfurações de balas, mas hoje se recupera bem.
A polícia civil começou uma grande investigação e o primeiro a ser preso foi o Zé Maria. Damásio conseguiu fugir e foi parar no Piauí, mas com a equipe de investigação da polícia civil no comando do Dr. Fernando conseguiram localizar Sebastião Damásio Cavalcante Dantas de 31 anos e um ano depois agora em 2013 o delegado apresenta o principal suspeito do crime para sociedade.
Em uma conversa com a nossa equipe, Damásio disse estar arrependido e que agora espera que a justiça seja feita e que ele pague pelo o que fez. Segundo ele relatou que na hora perdeu a cabeça e resolveu ceifar a vida do menor porque o menor teria ameaçado a vida de seu filho.
Informações e imagens da TVCMN

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: